JP News

Fundado em 1949, on line desde 2000
Edição Impressa22 de Abril 2017 - 67 anos - 5.884Ler Jornal
Jornal de Hoje
8300
Nova Estrela Aplicativo
Investimentos

Usina de biomassa da Costa Leste de MS vai gerar mil empregos (Atualizada)

Investimento previsto para instalação da empresa é de R$ 300 milhões; Azambuja cobra mais 12 outorgas

7 MAI 2016 - 00h:00Por Ana Cristina Santos

A empresa Eldorado Brasil - fabricante de celulose, com unidade instalada em Três Lagoas - venceu leilão realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em 29 de abril, para a instalação de uma usina termoelétrica que vai gerar energia a partir de cavacos de madeira como principal combustível, com uma potência instalada de 50 megawatts (MW/h), em Mato Grosso do Sul.

O investimento previsto na instalação da usina de biomassa é de R$ 300 milhões, que poderá gerar mil empregos diretos e indiretos na região da Costa Leste do Estado.  

Tocos e raízes de eucalipto, não utilizados na operação de colheita, serão utilizados para geração de energia a partir de biomassa. “Este investimento está alinhado aos pilares estratégicos da companhia de inovação, competitividade e sustentabilidade e nos permite maior eficiência no aproveitamento de nossa base florestal. Este é o primeiro projeto de 50 MW/h a partir de biomassa da empresa, e, com nossas florestas próprias, teríamos potencial para garantir biomassa a seis UTEs do mesmo porte, fornecendo mais de 300 MW/h de energia para o sistema elétrico nacional”, destacou o presidente da Eldorado Brasil, José Carlos Grubisich.

De acordo com Grubisich, o projeto poderá gerar receita adicional de mais de R$ 600 milhões à empresa, além contribuir com a matriz energética brasileira.

A usina será instalada em uma fazenda da companhia em Aparecida do Taboado (MS) e irá iniciar o fornecimento ao sistema elétrico nacional em janeiro de 2021, conforme previsto em leilão. O preço da energia foi estabelecido em R$ 243,2 por MWh, em um contrato com valor total de R$ 2,5 bilhões e prazo de 25 anos.

COBRANÇA

Desde o início dos leilões de outorgas, 13 projetos originários de Mato Grosso do Sul foram inscritos na Aneel. De todos, apenas um recebeu autoirzação da agência para início de instalação. 

Diante disso, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) cobrou agilidade da Aneel para a liberação de novas outorgas para que outros projetos do Estado sejam incluídos no pacote de 40 usinas termoelétricas de biomassa sejam instalados no país.

*Reportagem alterada em 7 de maio, às 9h, para acréscimo de informações.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Justiça
Conscientização
Festa no céu
Competição
Ver Todos os Programas da TVC
6956