Rio 2016

Comitê Olímpico dos EUA pede desculpas por mentiras de nadadores

Atletas foram retirados do avião que os levaria para casa e tiveram seus passaportes devolvidos

Postado em 19 de AGOSTO de 2016 às 10:26
Reprodução/Internet
Nadadores americanos Jack Conger e Gunnar Bentz comparecem à delegacia depois de terem sido impedidos de embarcar em um voo para os Estados Unidos

Por Redação

O Comitê Olímpico dos Estados Unidos (Usoc, a sigla em inglês) pediu desculpas ao Rio de Janeiro e aos brasileiros pelo incidente causado pelos nadadores norte-americanos, após a revelação de que eles metiram ao afirmar que tinham sido assaltados.

“O comportamento desses atletas não é aceitável, nem representa os valores do Time EUA ou a conduta da vasta maioria de seus membros. Iremos rever a questão e quaisquer consequências em potencial para os atletas quando retornarmos aos Estados Unidos. Em nome do Comitê Olímpico dos Estados Unidos, nos desculpamos com nossos anfitriões no Rio e com as pessoas do Brasil por esta provação de desordem no meio do que deveria ser uma celebração de excelência”, disse a entidade, em nota divulgada em seu site oficial.

O comitê disse ainda que os atletas Gunnar Bentz e Jack Conger prestaram depoimento ontem (18) sobre o ocorrido. A entidade informou que os dois atletas, que foram retirados do avião que os levaria para casa, tiveram seus passaportes devolvidos.

O suposto assalto, quando revelado, repercutiu mal no Brasil. O Comitê Rio 2016, por meio do seu diretor executivo de Comunicações, Mário Andrada, chegou a pedir desculpas a Lochte pelo ocorrido. Nas horas seguintes, a imprensa norte-americana buscava saber se o nadador estava bem, se tinha sido ferido.

A versão inicial do assalto foi dada pelo atleta Ryan Lochte a um jornal norte-americano. Segundo o relato, ele e os colegas Gunnar Bentz, Jack Conger e James Feigen saíram de uma festa na Lagoa, na zona sul, foram abordados em uma falsa blitz e assaltados por homens armados. A polícia, no entanto, encontrou inconsistências na história contada pelo atleta.

Um vídeo da câmera de segurança da Vila dos Atletas mostrou que Lochte e seus colegas chegaram já de manhã, em clima descontraído, passando as carteiras pelo raio-x. Nessa quinta-feira (18), Conger e Bentz prestaram depoimento e desmentiram a versão de Lochte, que voltou para os Estados Unidos na segunda-feira (15). O depoimento durou cerca de quatro horas. James Feigen, outro atleta envolvido, ainda não foi ouvido pela polícia.

Últimas Noticias
Agora na Capa
Carga horária

Agentes de endemias de Três Lagoas querem redução na jornada de trabalho

Plantão

19:25

Encontro

Presidente do PROS participa de debate sobre reforma da Previdência

18:47

Carga horária

Agentes de endemias de Três Lagoas querem redução na jornada de trabalho

18:09

Investimento

Senadores pedem liberação de licença para instalação de fábrica

17:43

Economia

Sebrae vai ajudar deputados na discussão da reforma tributária

17:32

Sebraejor

Sebrae promove integração com jornalistas em Três Lagoas

17:06

Feriadão

Vai pegar estrada no carnaval? Confira dicas de segurança

15:32

Imunização

Vacina contra a febre amarela volta a ser oferecida para toda população

+ notícias
Rio 2016
De volta!

Após conquista de medalhas, Ricardo e Silvânia retornam a Três Lagoas

Vencedores!

Paralimpíada: confira o ranking de medalhistas brasileiros por Estado

Acabou!

Brasil aumenta número de medalhas, mas fica em oitavo lugar na Paralimpíadas

Paralimpíadas

Silvânia conquista ouro em final emocionante

Segurança ao torcedor

Defensoria Pública fez 159 atendimentos voluntários na Olimpíada

Dose dupla

Silvânia e Lorena ganham medalhas para o Brasil em salto T11

É ouro!!!

Silvânia conquista medalha de ouro em salto em distância

ver +