Rio 2016

Atleta três-lagoense ganhou medalha de ouro nos Jogos Paralímpicos

Foi o primeiro ouro do país nos Jogos e a primeira medalha olímpica de um atleta da cidade em sua história

Postado em 10 de SETEMBRO de 2016 às 12:03
Divulgação/CPB
Atleta da modalidade salto em distância, Ricardo Costa

Por Valdecir Cremon

O primeiro dia de competições dos Jogos Paralímpicos Rio 2016 não poderia ter começado melhor para Três Lagoas e para o Brasil. Na manhã de quinta-feira (8) - início oficial das competições  -, o atleta três-lagoense Ricardo Costa conquistou o ouro no salto em distância masculino, na categoria T11, e levantou a torcida brasileira no Estádio Olímpico (RJ). Foi o primeiro ouro do país nos Jogos e a primeira medalha olímpica de um atleta da cidade em sua história.

Numa disputa apertada, Ricardo ultrapassou ninguém menos que o recordista mundial Lex Gillette (EUA) em seu último salto e alcançou 6m52 - sua melhor marca pessoal e a melhor marca da prova: 6m44, que era exatamente do norte-americano. 

“Eu estou muito emocionado. É um momento que vou levar pro resto da minha vida! Incomparável!”, declarou o atleta. “Eu senti que o ouro tava perto quando finalizei o salto. Ali, realmente, eu senti que era o ouro”, completou.

Ricardo é irmão da também atleta Silvânia Costa, que compete nos próximos dias. “Agora estou na torcida por ela”, contou ele em entrevistas a emissoras de rádio e TV de todo o país.

“Sou o maior fã de minha irmã”, revela. Numa mesma entrevista, Silvânia devolve o afago. “Meu irmão é um vencedor. Tinha mesmo direito de conquistar esta medalha”. 

Na casa da família, em  Três Lagoas, não houve nenhum outro assunto em toda a semana, antes mesmo da conquista de Ricardo. Centenas de amigos e familiares foram cumprimentar a mãe dos atletas, dona Maria Eunice.  A casa e a conquista de Ricardo se transformaram em ponto de referência. “Agora nossa torcida é pela Silvânia”, diziam familiares. 

A atleta que quebrou duas vezes o recorde mundial de salto em distância no final do mês passado, ainda em treinos, espera repetir as marcas. Silvânia compete apenas na próxima sexta-feira, dia 16, na prova de salto em que é favorita, como líder do o ranking mundial com 5,46m. 

Em entrevista à TVC - Canal 13, no mês passado, disse que quer conquistar uma medalha para “aumentar a coleção” e para contribuir com o reconhecimento de atletas paralímpicos no país. “Acho que estes resultados serão importantes para todo o mundo. As pessoas vão nos reconhecer ainda mais como pessoas comuns”, disse.

Últimas Noticias
Agora na Capa
Carga horária

Agentes de endemias de Três Lagoas querem redução na jornada de trabalho

Plantão

19:25

Encontro

Presidente do PROS participa de debate sobre reforma da Previdência

18:47

Carga horária

Agentes de endemias de Três Lagoas querem redução na jornada de trabalho

18:09

Investimento

Senadores pedem liberação de licença para instalação de fábrica

17:43

Economia

Sebrae vai ajudar deputados na discussão da reforma tributária

17:32

Sebraejor

Sebrae promove integração com jornalistas em Três Lagoas

17:06

Feriadão

Vai pegar estrada no carnaval? Confira dicas de segurança

15:32

Imunização

Vacina contra a febre amarela volta a ser oferecida para toda população

+ notícias
Rio 2016
De volta!

Após conquista de medalhas, Ricardo e Silvânia retornam a Três Lagoas

Vencedores!

Paralimpíada: confira o ranking de medalhistas brasileiros por Estado

Acabou!

Brasil aumenta número de medalhas, mas fica em oitavo lugar na Paralimpíadas

Paralimpíadas

Silvânia conquista ouro em final emocionante

Segurança ao torcedor

Defensoria Pública fez 159 atendimentos voluntários na Olimpíada

Dose dupla

Silvânia e Lorena ganham medalhas para o Brasil em salto T11

É ouro!!!

Silvânia conquista medalha de ouro em salto em distância

ver +