Polícia

Campo Grande tem 10 ataques a mulheres em menos de 24h

Em um dos casos, mãe e filha foram mortas a facadas dentro de casa

Postado em 17 de OUTUBRO de 2016 às 10:21
Divulgação/Prefeitura de Campo Grande
Vítimas foram levadas para a Casa da Mulher Brasileira

Por Valdecir Cremon

A Polícia Civil de Campo Grande registrou nesta segunda-feira (17) o décimo caso de violência contra mulheres em menos de 24 horas. O novo registro é de uma mulher de 30 anos que teve o rosto desfigurado por golpes possivelmente de porrete. O suspeito é o marido dela, de 41 anos.

O caso é semelhante a outro, registrado pela madrugada, em que uma mulher de 38 anos foi agredida a socos pelo marido, de 33. Na hora da agressão, a vítima amamentava uma filha. Ambas foram socorridas por policiais militares e levadas à Casa da Mulher Brasileira, no bairro Moreninhas 2.

No sábado, duas mulheres foram assassinadas a facadas, dentro de casa. Maria das Dores da Silva, de 50 anos, e Dayane July, de 29, podem ter sido mortas por Agenor Magalhães de Oliveira, de 53 anos, que era casado dom Maria das Dores. O suspeito se matou em seguida.

Os demais casos foram de agressão - a maioria espancamento - e ameaças. Nenhum dos agressores foi preso até a manhã de hoje.

Últimas Noticias