Cultura

Circuito de Dança urbana agrada em Paranaíba

A quadra de esportes da escola Estadual José Garcia Leal foi palco para o espetáculo Plagium? da Companhia Dançaurbana

Postado em 24 de OUTUBRO de 2016 às 13:55
Divulgação
Foi realizado um workshop com vivências em técnicas de danças urbanas

Por Roberto Chamorro

Paranaíba foi contemplada com a chegada da caravana do Circuito Dança do Mato na sexta-feira (21). Dois espetáculos, Plagium? da companhia Dançaurbana e Matilha do Grupo Expressão de Rua, impressionaram o público ávido por cultura. Também foi realizado um workshop com vivências em técnicas de danças urbanas.

Ao cair da tarde e ao ar livre no Espelho D’água, um lugar de lazer e entretenimento da cidade, “Matilha” do grupo Expressão de Rua foi apresentado incitando os instintos mais selvagens com a dança e extravasando no improviso na performance de cinco bailarinos.

 “Meus instintos ficam mais aguçados, é uma relação de amor e ódio, conflito de liderança”, disse o bailarino Reginaldo Borges, 28 anos e há 13 atuando na dança.

 Assim que o espetáculo era apresentado uma bola passou durante a apresentação, Borges falou como é atuar ao ar livre, “o desafio é manter o foco, manter o equilíbrio numa situação dessas, mas também possibilita mais improvisação, por que tem mais estímulos e há também o público que está mais próximo e a gente tem que saber lidar com isso”, explica.

Ainda no começo da tarde foi realizada uma vivência em práticas de danças. A sala de aula da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) ficou pequena para os 21 participantes que aproveitaram ao máximo o aprendizado com uma aula de duas horas e com muita prática dada pelos ministrantes, Thiago Mendes, Rose Mendonça e Roger Pacheco.

 Esse inclusive é um dos objetivos do Circuito Dança no Mato, que além de difundir a arte da dança no interior, também possibilita a formação na área, “é essencial a formação independente da vertente da dança, deveria ser mais aprofundada, mas a intenção já é válida”, avalia Thiago Mendes que é bailarino da Expressão de Rua e da Cia Dançaurbana e que também atua em projetos sociais.

A quadra de esportes da escola Estadual José Garcia Leal foi palco para o espetáculo Plagium? da Companhia Dançaurbana. Antes, houve apresentações locais com a Escola de Dança Balare, Grupo Fantasy Dance Crew e da professora de dança do ventre Evelin Santos.

Últimas Noticias