Saúde

Diminuição no consumo mundial de sal evitaria milhões de mortes

Maioria dos adultos consome mais do que a quantidade recomendada de 2 gramas de sal por dia

Postado em 11 de JANEIRO de 2017 às 16:00
Arquivo/Agência Brasil
Segundo a Organização Mundial da Saúde, a maioria dos adultos consome mais do que a quantidade máxima recomendada de sal por dia

Por Redação

Diminuir em 10% o consumo de sal poderia salvar milhões de vidas, afirma um estudo publicado nesta quarta-feira (11) pela revista médica britânica The British Medical Journal. O sal aumenta os riscos de hipertensão e de doenças cardiovasculares. As informações são da Rádio França Internacional.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a maioria dos adultos consome mais do que a quantidade recomendada de 2 gramas de sal por dia, no máximo. O excesso de sal, presente principalmente em alimentos industrializados, está na origem de cerca de 1,65 milhão de mortes provocadas por doenças cardíacas em todo o mundo, de acordo com a OMS.

Apesar de poucos países até agora terem adotado políticas públicas para tentar diminuir o consumo de sal, pesquisadores, atuando conjuntamente com a indústria alimentícia, avaliaram o impacto de estratégias públicas de prevenção em 183 países. E concluíram que investir o equivalente a apenas 10 centavos de dólar por pessoa (cerca de R$ 0,32), contribuiria grandemente para frear a mortalidade.

RESULTADO IMPRESSIONANTE

Os cientistas também estimaram, baseados no índice de Esperança de Vida Corrigida, o número de anos perdidos pela população mundial por conta do excesso de sal. Segundo o estudo, uma alimentação menos salgada durante um período 10 anos evitaria uma perda anual equivalente a 5,8 milhões de anos de boa saúde.

O custo dos anos ganhos seria equivalente ao que se gasta atualmente em remédios para tratamento de doenças cardiovasculares, apontam os pesquisadores. (Agência Brasil)

Últimas Noticias
Agora na Capa
Negociação

Guerreiro diz que não vai cometer loucuras para conceder reajuste salarial

Plantão

17:31

Saúde

6 doenças que causam cansaço

17:24

Cuidados

5 razões por que os mosquitos só picam você

17:19

Reajuste

Mais de 4 mil trabalhadores rurais de Três Lagoas terão novo piso salarial

17:16

Saúde

5 dicas para sua garrafa d’água não ficar cheia de bactérias

16:29

Social

4° Noite da Folia da Fraternidade Feminina Regente Feijó IV

16:27

Negociação

Guerreiro diz que não vai cometer loucuras para conceder reajuste salarial

16:09

'Lanchódromo'

Comissão discutirá ocupação de Centro de Artesanato em Paranaíba

+ notícias
Saúde
Combate

Governo federal vai distribuir repelentes para gestantes

Saúde

Pesquisa vai mapear influência genética e ambiental na ocorrência de câncer

Novas regras

Anvisa define regras para a rotulagem de alimentos com lactose

Febre amarela?

Macacos encontrados mortos em Ilha Solteira são enviados para análise

Viajantes

Panamá passa a exigir certificado de vacina contra febre amarela de brasileiros

Febre Amarela

Sétima morte por febre amarela é confirmada no estado de São Paulo

Em falta

Com baixo estoque, vacina contra febre amarela será aplicada só em crianças em Três Lagoas

ver +