Paranaíba

Prefeitura vai identificar situação de mutuários

Imóveis alugados ou desocupados podem ser retomados pelo município

Postado em 18 de MARÇO de 2017 às 10:10
Divulgação
Estudo inicial pretende identificar quem mora ou não nas casas

Por Talita Matsushita

Uma parceria com o curso de ciências sociais da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems), campus de Paranaíba, visa regularizar a situação de dezenas de casas populares no município. O objetivo é fazer um levantamento dos imóveis doados pela Prefeitura. O executivo pretende retomar os imóveis que não estiverem regulares. A intenção com a iniciativa é beneficiar quem realmente precisa.

Fredson Freitas, secretário de Administração, explica que muitas casas foram vendidas ou estão alugadas, o que é proibido. Ele destaca ainda que o levantamento não terá custo ao município já que os alunos farão, em forma de estágio, o planejamento que faz parte da área de habitação. “Muito se fala que a prefeitura precisa construir mais casas populares, pois a demanda é grande. Esse trabalho visa levantar como os imóveis populares doados em administrações passadas estão sendo utilizados.  Essas casas estão cumprindo sua função social?”, questionou.

O secretário diz que as casas foram construídas com dinheiro público e doadas para pessoas que deveriam se enquadrar nos requisitos, mas segundo ele, muitas foram vendidas, estão fechadas ou foram alugadas. “O Município vai primeiro fazer o mapeamento, levantando esses imóveis, e também a quantidade de famílias que necessitam de moradia, para que possamos reaver os imóveis que perderam sua finalidade social e repassar para famílias que estão em situação de risco”, afirmou.

Depois do levantamento feito e encontradas as irregularidades, caso isso ocorra, os dados serão repassados ao setor Jurídico e também à Assistência Social, onde será feita a triagem de quais imóveis estão em desvio de finalidade. “Não vamos tomar casa de quem precisa e está legalmente. Nosso objetivo é identificar quem recebeu o benefício sem precisar. A Prefeitura vai fazer valer o que é justo e direito”, finalizou.  Ainda não há uma data exata para o início do mapeamento, mas até o final do mês, o secretário acredita que o mapeamento seja iniciado.
 

Últimas Noticias
Agora na Capa
Penalidade

Quem jogar lixo nas vias públicas pode ser multado em mais de R$ 400

Correios

Sem efetivo, 20 mil correspondências ficam acumuladas em Três Lagoas

Corre ou conta

Parque São Carlos é 'eleita' a pior escola de Três Lagoas

Trânsito

Seis novos semáforos entram em funcionamento até sexta-feira

Plantão

18:59

Corpo de Bombeiros e Marinha do Brasil

Marinha do Brasil ministra curso para bombeiros de Paranaíba e região

18:58

Artigo

2017/2018: o Biênio da Matemática no Brasil

17:40

Carne Fraca

Ministério da Agricultura recolhe amostra de produtos de frigorífico investigado

17:29

Penalidade

Quem jogar lixo nas vias públicas pode ser multado em mais de R$ 400

17:24

Legislação própria

Para presidente do Sinted, exclusão dos servidores da reforma da Previdência representa ‘golpe’

17:06

Investigação

Exportação de carne caiu após Operação Carne Fraca, diz Maggi

16:33

Furto

Uems em Paranaíba é invadida e furtada

+ notícias
Paranaíba
Corpo de Bombeiros e Marinha do Brasil

Marinha do Brasil ministra curso para bombeiros de Paranaíba e região

Furto

Uems em Paranaíba é invadida e furtada

Mudança

Prefeito propõe mudança do local da feira livre em Paranaíba

Meteorologia

Confira a previsão do tempo nesta quarta-feira para a região Costa Leste

Paranaíba

Polícia encontra droga dentro de fogão em casa abandonada

Tráfico de drogas

Ponto de tráfico de drogas é fechado em Paranaíba

Estelionato

Professora tem prejuízo de R$ 5 mil após ter conta invadida

ver +