Rádios On-line
11612
ESCÂNDALO

Andrey dos Reis reafirma que vereadores venderam votos em eleição da mesa diretora

"Pegar...Pegar! E se me apertar, eu provo! Pegar dinheiro para votar no presidente..."

14 JUN 2019 - 11h:44Por Nestor Junior e Valdecir Cremon

Declarações do vereador Andrey dos Reis (PSDB), durante sessão da Câmara de Aparecida do Taboado, dia 6 de fevereiro deste ano, expõem acusações graves contra membros do Poder Legislativo na cidade. O vereador afirma que ocorreu compra de votos e a troca de cargos públicos na eleição da mesa diretora da Câmara, em dezembro do ano passado.

"Pegar...Pegar! E se me apertar, eu provo! Pegar dinheiro para votar no presidente", disse o vereador em meio a uma discussão sobre o assunto.

“A gente vai ficando indignado com política; de ver pessoas que 'fazem' do seu mandato uma forma corrupta também. E querem julgar o prefeito como corrupto, mas fazem a mesma coisa (sic)”, disse Andrey em discurso na tribuna da Câmara.

E prosseguiu. “Vejo alguns companheiros que já subiram aqui agora nessa tribuna e fico chateado, de ver subir aqui falar palavras bonitas e a gente está vendo que estão fazendo política visando campanhas futuras como se não...Vou dizer a verdade, como se não tivesse troca de favor, troca de voto para presidência da casa, troca de cargos. Aí sobe aqui...é bonito falar, é bonito chegar, condenar pessoas e não olhar pra traz, o que fez pra traz (sic)”, disse.

Sobre as denúncias, o vereador disse ter provas de que vereadores receberam dinheiro em troca do voto para escolha da presidência da Câmara. “Pegar...Pegar! E se me apertar, eu provo! Pegar dinheiro pra votar pro presidente. Se gosta de falar e vim aqui condenar julgar as pessoas é muito fácil, mas olhar pra traz e ver o que fez também dizer que é o 'honestinho' e o certinho como vereador não quer falar (sic)”, disse Andrey.

Na sessão de segunda-feira (10), um pedido de cassação do mandato de Andrey e do presidente da Câmara, José "Zezão" Rodrigues Matos (PT), feito pelo comerciante Gustavo Achiles com acusação de quebra de decoro, foi rejeitado por 5 votos a 3. Andrey e Zezão foram substituídos, na votação, pelos suplentes Claudinei Paulo da Silva (PSDB) e Mauro Sampaio (Solidariedade).

Confira como foi a votação:

Contra a denúncia: Claudinei Paulo da Silva, Gilson Antônio de Barros, José Natan de Paula Dias, Marcelo Ferreira Fagundes e Moysés Chama de Carvalho.

A favor: Mauro Sampaio de Souza, Ronaldo Néris e Walteir José de Oliveira (Véião). 

Lolozinho Bernardes, que assumiu a Presidência, só votaria em caso de empate. 

A maioria dos vereadores não atendeu a pedidos da reportagem para entrevista. Zezão, Mauro Sampaio e Claudinei da Lalai falaram.

O promotor de Justiça, Oscar de Almeida Bessa Filho, disse não ter recebido denúncia da compra de votos. Entretanto, pediu cópia de reportagens, gravações, entrevistas e mídias de notícias publicadas pelo JPNews e veiculadas pela Cultura FM. “Com esse material em mãos, vou avaliar se abro um procedimento para apurar os fatos. Haja vista que as declarações desse vereador são muito graves”, disse Oscar Bessa.

A reportagem da Cultura FM saiu as ruas e ouviu também a opinião do povo em relação a esse escândalo. A matéria foi veiculada no jornal RCN Noticias.

Acompanhe:

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13