Rádios On-line
ETAPA FINALS

Ágatha e Duda vence em estreia de duplas brasileiras

Nenhuma equipe é eliminada na fase de grupos do World Tour Final

24 AGO 2017 - 18h:00Por Redação

O Brasil começou uma vitória, da dupla Ágatha/Duda (PR/SE), o World Tour Finals, em Hamburgo, na Alemanha. A etapa final do Circuito Mundial 2017 foi inaugurada na quarta-feira (23), e mais três duplas brasileiras também entraram em quadra, mas acabaram superadas, casos de Álvaro Filho/Saymon (PB/MS), Evandro/André Stein (RJ/ES) e Larissa/Talita (PA/AL). As partidas continuam até domingo (27).

Nenhuma equipe é eliminada na fase de grupos do World Tour Finals, que conta com os oito times mais bem colocados do ranking, além de quatro times convidados. As duplas que terminaram em primeiro lugar, porém, enfrentam os times de pior colocação na fase eliminatória, que começa a partir de sexta-feira.

Ágatha e Duda entraram uma vez em quadra e superaram as suíças Nina Betschart e Tanja Hüberli por 2 sets a 0 (21/15, 21/17), em 35 minutos. Elas voltam a jogar pelo grupo D nesta quinta, quando enfrentam as norte-americanas April Ross e Lauren Fendrick. Após a vitória, Duda analisou o período de treinamentos que a parceria realizou no Rio de Janeiro.

“Estávamos realmente focadas em ter um bom começo aqui. Nas últimas duas semanas estivemos no Rio de Janeiro após dois meses na estrada e foi muito bom para nós estar em casa por um tempo e nos prepararmos bem para este torneio, que é muito importante. Jogamos bem como um time e estávamos felizes dentro de quadra”, destacou.

Ainda pelo naipe feminino, Larissa e Talita encararam as campeãs olímpicas e mundiais Laura Ludwig e Kira Walkenhorst no grupo B. E embaladas pela torcida local, as alemãs venceram por 2 sets a 0 (21/17, 21/19), em 33 minutos de jogo. As brasileiras voltam à quadra nesta quinta contra as norte-americanas Brooke Sweat e Summer Ross.

No naipe masculino, os campeões mundiais Evandro e André Stein tiveram um duelo equilibrado, mas acabaram superados pelos norte-americanos Brunner e Patterson por 2 sets a 1 (18/21, 21/16, 13/15), em 44 minutos. André Stein analisou o revés pelo grupo B.

“Nós também perdemos uma partida na fase de grupo no Campeonato Mundial e acabou sendo algo positivo para nós porque entendemos o que precisávamos corrigir. E funcionou muito bem após aquela partida. Nós temos que tirar lições desse revés para não acontecer novamente”, disse o capixaba, que ao lado de Evandro encara nesta quinta-feira os russos Krasilnikov e Liamin em busca de recuperação na chave.

Já Álvaro Filho e Saymon tiveram dois tropeços no torneio e terminaram em terceiro na chave C. Nesta quinta-feira eles são o único time brasileiro a folgar. Eles começaram o dia com derrota por 2 sets a 0 (22/20, 21/16) para os poloneses Losiak e Kantor, em 36 minutos. Horas mais tarde, tropeço para os alemães Armin Dollinger e Jonathan Erdmann no tie-break (15/21, 21/19, 13/15), em 53 minutos de duração.

O Brasil possui bom retrospecto na competição, disputada desde 2015. Alison e Bruno Schmidt (ES/DF) venceram as duas primeiras edições, mas neste ano, apesar de estarem entre os oito do ranking, acabaram fora pelo limite de duplas por país, já que Evandro/André e Álvaro Filho/Saymon estavam acima na pontuação. Quem também subiu ao lugar mais alto do pódio foi a dupla Larissa/Talita, em 2015.

Esta é a segunda vez que a cidade de Hamburgo recebe uma etapa do Circuito Mundial. No ano passado a cidade alemã sediou um Major Series com vitória das alemãs Laura Ludwig/Kira Walkenhorst e dos norte-americanos Dalhausser/Lucena.

Os jogos são disputados no Am Rothenbaum, estádio de tênis que se transforma em arena de vôlei de praia. O World Tour Finals dará 100 mil dólares aos times campeões de cada naipe, mas não conta pontos ao ranking.

(Informações da CBV)

Deixe seu Comentário