Rádios On-line

Alemães propõem acordo de aviação com o Brasil para incrementar turismo

Em visita à Comissão de Turismo e Deporto, grupo de parlamentares da Alemanha afirmou que falta de voos é obstáculo para aumentar fluxo turístico entre os dois países

24 MAI 2013 - 16h:25Por Redação

Uma comitiva parlamentar alemã que visitou a Comissão de Turismo e Desporto (CTD), na quarta-feira (22), apontou como principais entraves para aumentar o fluxo turístico entre a Alemanha e o Brasil o número baixo de voos. A delegação formada por seis congressistas, que veio ao Brasil com a tarefa de incrementar o turismo entre os dois países, defendeu a aprovação de um acordo de aviação para atender à demanda.

“A reputação do Brasil é muito grande e reconhecida pelo povo alemão, mas, infelizmente, o número de turistas entre os nossos países é muito pequeno”, lamentou a chefe da delegação, deputada Rita Pawelsti. Segundo ela, cerca de 250 mil brasileiros visitam a Alemanha todos os anos, mas “a demanda é ainda muito maior”.

A deputada lembrou a importante parceria formada com o Brasil em uma das maiores feiras internacionais de informática e na Feira do Livro de Frankfurt como exemplos para reforçar o intercâmbio bilateral. “A presidente Dilma esteve presente na feira do livro e a cooperação econômica entre nossos países é ótima”, comemorou Rita Pawelsti.

O vice-presidente da CTD, Valadares Filho (PSB-SE) reconheceu as carências apontadas pelos colegas germânicos e se dispôs a abrir os debates no Congresso Nacional. “Apesar da importância do turismo para a nossa economia, a oferta de voos é um problema grave. Estamos à disposição para discutir e encontrar soluções para remediar essa situação”, disse.

Valadares Filho prometeu sugerir ao presidente da Comissão, deputado Romário (PSB-RJ) a realização de uma audiência para abrir o debate envolvendo as questões levantadas na reunião e concluiu que espera retribuir a visita “para avançarmos na colaboração entre os dois países e alavancarmos o turismo”.

Aproximação
O deputado Carlos Eduardo Cadoca (PSC-PE), que foi secretário de turismo de Pernambuco e milita no segmento há 20 anos e reforçou a posição de Valadares. “O turismo é uma das maiores atividades econômicas do mundo e uma importante ferramenta de aproximação entre os povos, mas o Brasil lamentavelmente não tem investido de maneira adequada no setor”, lamentou.

Sobre o acordo de aviação entre os dois países, Cadoca destacou a falta de capacidade técnica para a implementação de qualquer iniciativa nessa direção. "Não será fácil e muito menos dá pra pensar em assumir esse compromisso em um curto prazo". A delegação alemã apontou essa condição é imprescindível para incrementar o turismo.

Portos
Rita elogiou a recente aprovação da MP dos Portos, que privatiza os portos brasileiros. “Com o envelhecimento da população alemã, que tem excelentes recursos financeiros, os cruzeiros marítimos são bastante procurados e, acreditamos que essa decisão do Brasil beneficiará ainda mais o aumento dessa atividade”.

Também participaram da reunião, os deputados José Airton (PT-CE), professor Sérgio Oliveira (PSC-PR) e Rubens Bueno (PPS-PR).

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13