Rádios On-line

Amazon.com pretende adquirir a rede social de livros Goodreads

O Goodreads faz ainda recomendações de livros a cada usuário e disponibiliza ferramentas para autores promoverem os seus trabalhos

10 ABR 2013 - 11h:50Por Redação

Na compra da Goodreads, a Amazon receberá uma comunidade de bibliófilos preparados para comprar e recomendar livros, uma das suas principais áreas de negócios.

A multinacional americana vende muitos tipos de produtos e de serviços (incluindo serviços de armazenamento de arquivos e de transmissão de filmes e séries), mas os livros são a imagem de marca da empresa, que comercializa o leitor Kindle como uma parte muito importante do seu negócio.

O negócio vai colocar uma das maiores livrarias do mundo para controlar um dos mais conhecidos serviços de recomendação de livros, o que já suscitou preocupações, narra o jornal americano New York Times. A Amazon já tinha comprado um site concorrente do Goodreads, chamado Shelfari, e, por via de outras empresas em que participa, tem também uma participação no Library Thing.

No Goodreads (que foi fundado e é gerido há seis anos por um casal de Los Angeles), os usuários podem atribuir uma classificação (entre uma e cinco estrelas) aos livros, escrever uma crítica, criar “estantes virtuais” com os livros que já leram, os que estão lendo e os que querem ler, bem como seguir a atividade dos contatos que tiverem dentro do site. Isto é, podem ver o que os seus amigos naquela rede social andam lendo em tempo real. O Goodreads faz ainda recomendações de livros a cada usuário e disponibiliza ferramentas para autores promoverem os seus trabalhos.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13