Rádios On-line
8504
Prefeitura PROREME 10 a 3011

Avanço agrícola reduz rebanho bovino de MS

Levantamento do IBGE, divulgado ontem, revela que a quantidade de bois sofreu queda no País

27 NOV 2008 - 09h:45Por Redação

A Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM) 2007, divulgada hoje (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que a quantidade de bois no país diminuiu 3%, entre 2006 e 2007. O número que era de aproximadamente de 205,886 milhões caiu para quase 199.752.014 millhões de cabeças de gado.

Em Mato Grosso do Sul o avanço do plantio agrícola, como a cana-de-açúcar, provocou a redução de ao menos 3,5 milhões de cabeças de gado entre 2004 e 2006, segundo o levantamento do IBGE. De acordo com o censo sobre o ano de 2007, Mato Grosso do Sul, que já ocupou o topo no ranking dos maiores produtores de bovinos do país, caiu agora para o terceiro da relação. Até 2006 o Estado era o segundo em número de bovinos.

O Estado possuía em 2007, segundo o IBGE, 21.832.001 cabeças de gado, rebanho que representa 10,9% do efetivo bovino do Brasil. De 2006 para 2007, destaca-se a troca de posição entre o 2º e o 3º maior rebanho de gado bovino, com Minas Gerais ultrapassando Mato Grosso do Sul, estado que vem perdendo efetivos nos últimos três anos, possivelmente como reflexo da concorrência de áreas entre culturas e pecuária.

Em termos municipais, os maiores efetivos de bovinos estão em Corumbá (MS), São Félix do Xingu (PA) e Ribas do Rio Pardo (MS), municípios que mantiveram as mesmas posições ocupadas em 2006.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6864