Rádios On-line
11559

Beneficiados do Bolsa Formação devem atualizar cadastro para não perder o benefício

A bolsa, no valor de R$ 400, é concedida pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) aos servidores que recebem até R$ 1,7 mil

28 JAN 2009 - 08h:27Por Redação

Os servidores da segurança pública que recebem o benefício Bolsa Formação devem estar atentos ao prazo de recadastramento de informações para não perder o auxílio. A bolsa, no valor de R$ 400, é concedida pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) aos servidores que recebem até R$ 1,7 mil. Como critério para a concessão do benefício, o servidor deve participar de pelo menos um dos cursos do Ciclo de Formação EAD promovidos pela secretaria nacional.

De acordo com o soldado Milton César Machado, auxiliar administrativo da Superintendência de Segurança Pública, da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), a atualização do cadastro deve ser feita a cada seis meses para a permanência do benefício. A medida também certifica que a bolsa seja dada apenas para os servidores que cumprem as exigências do programa. O cadastro começou ontem (26) e deve ir até o dia 28 de fevereiro.

Os beneficiados devem apresentar, nas atualizações cadastrais, o extrato funcional de comportamento, além de duas certidões negativas, das justiças estadual e federal, que comprovem ficha limpa, ou seja, nenhum problema com a justiça. Obviamente o servidor também deve atender ao critério salarial, receber um teto de R$ 1,7 mil, o que deve ser comprovado através de certificação. Os documentos devem ser apresentados ao superior direto do servidor e encaminhado para a Sejusp, que repassa as informações até a Senasp.

Os solicitantes da bolsa passam por um processo de avaliação da documentação para comprovar que ele realmente tem direito ao benefício. Se aprovado, o auxílio será concedido. O mês de dezembro registrou 1.192 beneficiados do Bolsa Formação no Estado. Destes, 657 policiais militares, 300 agentes penitenciários e 235 bombeiros.

Ciclo de Formação EAD

A participação de pelo menos um dos cursos do Ciclo EAD da Senasp no ano é critério para a adesão no Bolsa Formação. Em cada ciclo são disponibilizadas 150 mil vagas para os servidores da segurança pública de todo o País. O 15° ciclo, que abriu inscrições ontem (26), já não tem mais vagas disponíveis. Segundo o soldado Milton César, as inscrições que abriram nas primeiras horas do dia 26 já registrava 110 mil inscritos às 17h do mesmo dia.

A 15ª edição do ciclo de formação EAD teve 2.763 inscritos no Estado. Comparando com o 14° ciclo, que registrou 1.948 inscritos daqui, houve aumento de 41,83% de participação dos servidores sul-mato-grossenses este ano. “Só não foi maior porque não houve muito tempo para as inscrições, que terminaram rapidamente”, lembra Milton.

Este ano a formação conta com 38 cursos distintos. Quatro deles são novos: Convênios, Mediação de Conflitos I, Planejamento Estratégico e Policiamento Orientado para o Problema. O ciclo de formação existe desde 2005 e está em visível processo de expansão. No primeiro ano eram apenas 13 cursos, na última edição foram 33 e hoje já conta com 38 capacitações para os servidores da segurança.

Para aqueles que ainda desejam participar dos cursos oferecidos pela Senasp, vagas somente nas próximas edições. Este ano ainda serão mais três ciclos. O 16° abre inscrições no dia 20 de abril.

Com o objetivo de atender aos alunos da rede EAD que não tem acesso à internet, a Sejusp disponibiliza de dois telecentros na Capital – um na própria secretaria e outro na Superintendência Regional da Polícia Federal. Outros seis novos telecentros estão previstos no Estado, cinco deles no interior: Dourados, Corumbá, Coxim, Três Lagoas e Jardim. Na Capital o terceiro telecentro será na Academia de Polícia (Acadepol).

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13