Rádios On-line

Cirurgia bariátrica causa alterações genéticas em pacientes obesos

Após operação, níveis de genes específicos são restaurados a um estado saudável, o que reflete perda de peso e melhor metabolismo

12 ABR 2013 - 13h:19Por Redação

Pesquisadores do Karolinska Institutet, na Suécia, demonstraram que a cirurgia bariátrica de bypass gástrico não reduz apenas o peso corporal de indivíduos obesos, mas também pode causar alterações genéticas nos pacientes.

A pesquisa descobriu diferenças na expressão dos genes de indivíduos que foram submetidos à cirurgia em comparação com indivíduos obesos que não fizeram a operação.

"Os dados mostram que em pessoas com obesidade severa, os níveis de genes específicos que controlam a forma como a gordura é queimada e armazenada no corpo são alterados para refletir saúde metabólica ruim. Após a cirurgia, os níveis destes genes são restaurados a um estado saudável, o que reflete a perda de peso e coincide com a melhora geral no metabolismo", explica a autora sênior Juleen Zierath.

Quando os investigadores investigaram mais profundamente, eles descobriram que a perda de peso após a cirurgia provoca alterações em modificações de DNA que controlam a expressão de genes em resposta ao ambiente.

Especificamente, as mudanças na metilação, ou marcações químicas, em dois genes que controlam o metabolismo da glicose e da gordura (chamados PGC-1alfa e PDK4) se correlacionam com a obesidade, mas são invertidos após a perda de peso induzida por cirurgia.

Os resultados sugerem que o ambiente, neste caso a ingestão de alimentos ou perda de peso, pode afetar a expressão gênica por meio desse mecanismo.

De acordo com os pesquisadores, os resultados podem ser úteis para a concepção de novas drogas que imitam esse controle de perda de peso associada à regulação dos genes.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13