Rádios On-line

Dengue tipo quatro já gera preocupação em seis Estados

Uberaba (MG) registra primeira morte por dengue hemorrágica do ano.

23 JAN 2013 - 10h:29Por Redação
O vírus tipo 4 da dengue, que voltou a circular no país, já é o responsável por boa parte dos casos notificados da doença no interior de São Paulo e gera preocupação em ao menos mais cinco Estados.

Uberaba (MG) registra primeira morte por dengue hemorrágica do ano
Em Barretos (423 km de São Paulo), por exemplo, todos os 64 casos de dengue confirmados em 2013 até esta terça-feira (22) correspondem ao tipo 4 -- a cidade tem ainda 533 casos suspeitos que aguardam resultados de exames.

A chegada do tipo 4 do vírus da dengue faz com que ao menos cinco Estados passem por aumento no número de casos da doença, já percebido em cidades do Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, Espírito Santo e Paraná.

O tipo 4 não é mais agressivo que os demais, mas sua circulação preocupa porque boa parte da população não tem imunidade contra o vírus. O período de calor e chuvas eleva o número de casos.

Um dos quadros mais preocupantes ocorre em Campo Grande (MS). Em menos de 20 dias, a cidade já notificou 9.646 casos, número superior a todo o ano passado (8.040).

Só na última semana, foram 700 casos novos por dia. Do total, 64% eram do tipo 4. Outras oito cidades do MS têm taxas altas de incidência.

Em Goiás, o número de notificações nas duas primeiras semanas do ano chegou a 5.408, quatro vezes mais que no mesmo período de 2012.

Destes, 3.490 foram em Goiânia e 70% correspondem ao tipo 4 do vírus. Vitória tem 130 casos confirmados, ante 27 no ano passado.

Em Minas Gerais, Uberaba (471 km de Belo Horizonte) decretou situação de emergência e uma pessoa morreu após contrair a forma hemorrágica da doença.

Paranavaí (PR) também estuda decretar situação de emergência.

Segundo o secretário de vigilância e saúde Jarbas Barbosa, do Ministério da Saúde, os Estados que agora registram um número alto de casos não tinham tido contato com o sorotipo 4.

O Centro-Oeste é hoje a região mais vulnerável. O vírus foi identificado em 2010, mas só começou a circular com intensidade nos dois anos seguintes.

Apesar do aumento, Barbosa diz que tem caído no país o número de casos graves e de óbitos em decorrência da dengue nos últimos três anos.

Já o consultor de dengue pela OMS (Organização Mundial de Saúde) Ivo Castelo Branco disse que o tipo 4 poderá ser o responsável por 90% dos casos da doença registrados no país em 2013. "Todos os brasileiros são suscetíveis a contrair, já que o vírus é novo no país", afirmou.

Em São José do Rio Preto (438 km de São Paulo) também há doentes que contraíram dengue tipo 4, mas a prefeitura não soube informar a incidência exata.

Segundo a Secretaria da Saúde local, há um "equilíbrio" na ocorrência dos tipos 1, 2 e 4 da doença. Até esta terça, foram 122 casos de dengue confirmados e outros 331 suspeitos. 

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13