Rádios On-line

Dia Estadual do Evangelho é instituído em MS

De acordo com o parlamentar, a comemoração tem o objetivo de propagar o evangelho nos dias atuais em que imperam a violência e a falta de solidariedade e amor ao próximo

11 DEZ 2012 - 16h:43Por Giuliano Lopes/Portal ALMS

 O Dia Estadual do Evangelho foi incluído no Calendário Oficial de Mato Grosso do Sul, com a sanção da Lei Estadual 4.277, publicada no Diário Oficial desta terça-feira (11/12). A data comemorativa foi proposta pelo deputado Maurício Picarelli (PMDB), vice-presidente da Assembleia Legislativa. 


De acordo com o parlamentar, a comemoração tem o objetivo de propagar o evangelho nos dias atuais em que imperam a violência e a falta de solidariedade e amor ao próximo. “Por meio da instituição desta data, oficialmente, em nosso Estado, busca-se chamar a atenção de toda a comunidade para a urgência de se colocar as palavras de Deus no coração de nossas crianças, jovens e adolescentes e, mais ainda, de estimular a sua vivência diária, com palavras, gestos e ações que possam, mesmo que de maneira lenta e progressiva, transformar as nossas vidas e a das pessoas com as quais convivemos”, avalia Picarelli.

Termo religioso que se refere à mensagem de salvação pregada por Jesus Cristo, o “Evangelho” é uma palavra de origem grega que significa "Boa-nova". No Novo Testamento da Bíblia Sagrada existem quatro evangelhos que narram a história de vida de Jesus, relatando todos os acontecimentos de sua vida, quando esteve entre nós, e os seu ensinamentos sobre a doutrina cristã. 

O Dia Estadual do Evangelho será comemorado, anualmente, no dia 1º de novembro. "Se conseguirmos que, pelo menos algumas pessoas se interessem pela sua leitura, estaremos propiciando-lhes a possibilidade de descobrir mensagens profundas e verdadeiras de fé, perseverança e humildade”, ressalta o autor da lei. 

Cidadania - O Diário Oficial traz ainda a promulgação da Lei Estadual 4.275, de autoria do deputado Alcides Bernal (PP), que institui o Dia da Cidadania nas escolas estaduais de Mato Grosso do Sul.

A nova lei pretende levar aos estudantes das escolas públicas um maior contato com o mundo exterior, com os acontecimentos que marcaram a sociedade e deixaram significativas mudanças, bem como mostrar um mundo de oportunidades, garantindo um conhecimento prático para dentro das instituições públicas de ensino.

Conforme Bernal, o objetivo da data é para que educadores de diversas áreas possam palestrar sobre temas atuais de relevante interesse público e social e também convidar especialistas para discorrer a respeito dos temas escolhidos, tendo como público alvo os alunos da rede pública estadual.

Bernal explica que as palestras servirão para orientar e discutir com os alunos sobre temas de interesse público e social que causaram repercussão, seja na educação, saúde, segurança pública, política, direito, economia, esporte, lazer, agropecuária, fatos nacionais e internacionais que envolvam diretamente o Brasil ou o Estado de Mato Grosso do Sul, assim como assuntos que a comunidade escolar APM (Associação de Pais e Mestres) e direção escolar entendam como relevantes para a discussão com a comunidade estudantil. 

O Dia da Cidadania será no início de cada bimestre do ano letivo num total de quatro dias dedicados à cidadania. Caberá aos municípios editar as leis municipais próprias em relação à matéria. Já a SED (Secretaria de Estado de Educação), juntamente com as secretarias de coordenação de cada escola estadual, deverão organizar, preparar, convidar e coordenar o corpo de palestrantes/educadores e profissionais para realizar as atividades educativas na respectiva data.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13