Rádios On-line
11338

DOF é modelo em curso para policiais que atuam na faixa de fronteira

A capacitação acontece em três semanas, de 19 de novembro a 7 de dezembro, com atividades teóricas e práticas voltadas aos policiais que atuam nos 11 Estados brasileiros que fazem divisa com outros países

20 NOV 2012 - 12h:35Por Redação

Começou nesta terça-feira (19), em Dourados, a segunda edição do curso “Unidades Especializadas de Fronteira – nível Multiplicador”. A capacitação acontece em três semanas, de 19 de novembro a 7 de dezembro, com atividades teóricas e práticas voltadas aos policiais que atuam nos 11 Estados brasileiros que fazem divisa com outros países. O objetivo é fortalecer a prevenção, o controle e a repressão aos delitos transfronteiriços, sobretudo ao tráfico de drogas, que dá origem a outros delitos, como roubos e homicídios. 

Na abertura do evento, o secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, informou que a capacitação do efetivo é uma ação fundamental dentro da Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras (Enafron). 
 
“Este curso é de nivelamento do conhecimento e tem como parâmetro o Departamento de Operações de Fronteira (DOF), que desenvolveu uma doutrina de policiamento itinerante em 25 anos de atuação. Trabalho de muito sucesso em razão dos resultados alcançados, conquistando o respeito e a credibilidade da sociedade sul-mato-grossense”, explicou Jacini. 

Na palestra, o secretário descreveu as peculiaridades da fronteira do Estado, falou dos investimentos em reaparelhamento que o governo federal destinará aos Estados fronteiriços, por meio da Enafron, e da atuação dos quatro Gabinetes de Gestão Integrada de Fronteira instituídos em MS, enfatizando a importância da integração entre órgãos estaduais e federais no enfrentamento aos crimes transfronteiriços.
 
Representando a Secretaria Nacional de Segurança Pública no encontro, o capitão da Polícia Militar do Rio Grande do Sul, Leandro Arbogast da Cunha, informou que para a Enafron ter êxito e atingir seus objetivos, é preciso que os profissionais que atuam efetivamente na fronteira estejam devidamente treinados. “A relevância aqui é total. Especialmente porque este curso é para multiplicadores, ou seja, um curso para docentes, aqueles profissionais que vão receber o conteúdo durante essas três semanas, e depois irão repassar este conhecimento para os demais policiais que estão realizando suas atividades na fronteira”, explicou. 

O oficial também destacou a trajetória do Dof para realização do curso no Estado. “Efetivamente nós procuramos o Estado de Mato Grosso do Sul, o DOF, visto que tem uma boa estrutura, e acima de tudo, pela experiência muito significativa na área de fronteira.“Sem dúvida o Departamento tem muito a contribuir”, finalizou.

O primeiro sargento Valmon Alves Leite, que atua no primeiro Comando de Divisas do Estado de Goiás, é um dos participantes e avalia a capacitação como uma ação necessária e positiva. “Estou certo de que o curso irá nos auxiliar bastante”, comentou. “Os conhecimentos adquiridos aqui serão repassados aos demais policiais que estão frente a este serviço, onde estendemos o trabalho realizado na fronteira com outros países, para aqueles crimes que ocorrem nas divisas de Goiás, com os Estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Minas Gerais”, finalizou o sargento. 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13