Rádios On-line
11559

Ela tinha medo de sair. diz irmão de jovem encontrada na BA

Garota ficou hospedada na casa de amiga que conheceu na internet

18 OUT 2012 - 07h:53Por G1.com

A família de Joevellyn Aghata, 18 anos, que ficou três dias desaparecida durante uma viagem que fez sozinha de Campo Grande para a Bahia, tenta encontrar explicações para o que aconteceu com a jovem. Ela foi achada ferida na noite de terça-feira (16) em um matagal em Salvador. Márcio Alex Tambosini, irmão de consideração da garota, disse ao G1 que ela era tranquila e tinha personalidade caseira.

“Não saía para balada e nem bebia, tinha medo de sair em Campo Grande”, conta. Segundo ele, foi a primeira viagem que Joevellyn fez. Ela ficou hospedada na casa de uma amiga que fez pela internet há três anos.

“Elas se conheceram em uma rede social e mantêm contato até hoje. Até os amigos da minha irmã daqui sabiam dessa amizade com a menina na Bahia”, contou Tambosini. Todas as despesas foram pagas pela mãe da vítima. “Como ela queria muito ir, a mãe deixou. Pensávamos que ela estava curtindo a praia e quando soubemos que ela estava desaparecida, entramos em desespero”, diz o irmão.


O pai e uma tia de Joevellyn chegaram à capital baiana nesta quarta-feira (17) para acompanhar o estado de saúde dela. Tambosini disse que, conforme as últimas notícias que recebeu da família, a jovem está internada em coma induzido. Segundo ele, a mãe da vítima deve embarcar para Salvador ainda nesta quarta-feira.

Segundo Márcio, os familiares estão passando as informações preliminares do estado de saúde da jovem para os parentes de Campo Grande. “A última informação que a gente tem é que ela estava muito mal, em coma induzido e entubada”, explica.

Joevellyn mora no jardim Nhaná em Campo Grande com o padrasto, a mãe e uma irmã de consideração. A jovem estuda o 3º ano do Ensino Médio e tem contato há três anos com a jovem baiana pela internet.

Desaparecida

A família falou com Joevellyn pela última vez às 15h de sábado (13). A amiga que hospedou a garota ligou para os parentes da vítima em Campo Grande na segunda-feira comunicando sobre o desaparecimento. Ela foi orientada a procurar a Polícia Civil e registrar um boletim de ocorrência. O sumiço foi comunicado na terça-feira, 72h após o ocorrido.

Tambosini conta que a família começou a procurar informações para achar o paradeiro da jovem com a polícia em sites de notícia da Bahia. O caso chegou a ganhar repercussões nas redes sociais com publicações de fotos da desaparecida.

A Polícia Militar de Salvador recebeu uma denúncia de que havia um corpo em um matagal. Um militar foi até o local e encontrou Joevellyn viva, porém debilitada e a levou para o hospital. Ele também entrou em contato com os familiares em Campo Grande para comunicar a respeito.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13