Rádios On-line
RESUMÃO

Leia um resumo das principais notícias de hoje no Brasil

Juiz da Lava Jato marca depoimento de Lula para 14 de março

12 FEV 2016 - 07h:37Por Valdecir Cremon

- O vice-presidente da República, Michel Temer, entregou ontem uma carta de defesa ao Tribunal Superior Eleitoral sobre o pedido do PSDB para cassar a chapa composta por ele e pela presidente Dilma Rousseff em 2014. No documento, disse que a tentativa é mero oportunismo.

 

- O juiz Sérgio Moro marcou para 14 de março o depoimento do ex-presidente Lula como testemunha de defesa do pecuarista José Carlos Bumlai, preso na Operação Lava Jato.  O empresário é acusado de utilizar contratos firmados com a Petrobras para quitar empréstimos com o Banco Schahin. (Xarrim). Lula será ouvido por videoconferência na sede da Justiça Federal em São Paulo.

 

- O governo decidiu adiar para março o anúncio de bloqueio de parte das despesas do Orçamento Geral da União deste ano. A previsão era  de que o contingenciamento fosse definido em fevereiro. A ideia do Palácio do Planalto seria ganhar tempo para criar medidas de ajuste adicionais.

 

- A Petrobras coloca à venda usinas térmicas, gasodutos e terminais de gás. Com plano de sair do setor elétrico e se firmar como uma produtora de petróleo, a estatal espera reforçar o caixa com mais de 57 bilhões de dólares, cerca de 225 bilhões de reais. Até agora, a Petrobras se desfez de 49% de uma de suas subsidiárias de distribuição de gás, por 1 bilhão e 900 milhões de reais.

 

- Os juros nas operações de crédito subiram em janeiro pelo 16º mês consecutivo para o maior nível em 11 anos. Levantamento da Associação Nacional dos Executivos de Finanças indica aumento de 0.11% frente a dezembro e mais de 142% ao ano nas seis linhas pesquisadas. No cartão de crédito, a taxa subiu 0.21% no comparativo mensal e quase 411 pontos percentuais ao ano.

 

- Queijo e leite com preços “salgados” puxaram a inflação em fevereiro. O Índice de Preços ao Consumidor – Semanal subiu para 1,8% na primeira semana do mês. Os dados são da Fundação Getulio Vargas. Caíram preços de itens relacionados à educação, habitação telefonia.

 

- A Polícia Civil do Distrito Federal descartou a possibilidade de que o incêndio ocorrido em um terreiro de candomblé, em Brasília, no dia 27 de novembro de 2015, tenha sido motivado por intolerância religiosa. As investigações concluíram que o incêndio foi acidental, causado por um curto-circuito.

 

- Desde o início do ano, 27 pessoas foram mortas por policiais na capital paulista, segundo levantamento da Ouvidoria das Polícias do Estado de São Paulo. Os números indicam que pelo menos seis casos ocorreram no feriado de carnaval e na Quarta-Feira de Cinzas.

 

- A Prefeitura de Campo Grande vai fazer uma auditoria na folha de pagamento com o objetivo de eliminar as vantagens salariais e reduzir gastos em R$ 10 milhões com pessoal. Hoje, só de salários são gastos R$ 95 milhões por mês.

 

- A Polícia Militar de Dourados prendeu, ontem, em flagrante, um homem de 48 anos, acusado de manter 74 aves silvestres ilegalmente em cativeiro. Na casa havia canários, curiós e aves exóticas. Na casa dele também foi encontrado um celular roubado em dezembro, na cidade.

 

- A Polícia Civil de Goiás confirmou ontem a morte de Mohammed d'Ali Carvalho dos Santos, preso no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, onde cumpria pena de 21 anos pelo assassinato e esquartejamento da estudante inglesa Cara Marie Burke, em 2008. Uma sindicância vai apurar a causa da morte do assassino.

 

- Após a foto de uma bebê fardada com algemas e cassetete gerar polêmica nas redes sociais, campanhas surgiram na internet para que pais divulguem mais fotografias de seus filhos menores com uniformes de polícia. A imagem da menina foi publicada nos sites oficiais da PM de São Paulo e, posteriormente, foi retirada pela corporação, após críticas de especialistas em educação infantil.

Deixe seu Comentário