Rádios On-line

Número de denúncias no Facebook cresce 264% em 2012, diz ONG

Entidade recebeu denúncias de 11.305 endereços do Facebook

9 JAN 2013 - 17h:35Por Redação

O número de denúncias de crimes e violações dos direitos humanos no Facebook cresceu 264,50% no Brasil entre 2011 e 2012, conforme dados da Central Nacional de Denúncias de Crimes Cibernéticos (CND), divulgados pela ONG Safernet Brasil.

Em 2012, 11.305 endereços hospedados no Facebook foram denunciados para a CND, um aumento de 264,50% em comparação ao ano anterior. A CND reúne informações de sete entidades que recebem denúncias on-line de crimes na internet, como a Polícia Federal e a Secretaria de Direitos Humanos (acesse aqui).

Segundo a Safernet, a maioria dos endereços denunciados (5.021) continha conteúdo racista. Em seguida aparecem pornografia infantil (1.969), apologia e incitação a crimes contra a vida (1.513), maus tratos contra os animais (697), homofobia (635), intolerância religiosa (494), xenofobia (376), tráfico de pessoas (233), neonazismo (186) e genocídio (181).

Em 2010, apenas 233 endereços do Facebook foram denunciados para a entidade. O número chegou a 4.274 URLs (páginas únicas) em 2011. Neste ano, o Facebook ficou em segundo lugar no número total de páginas denunciadas no Brasil, perdendo apenas para o Orkut, que lidera o ranking desde 2006.

Porém, o Facebook ultrapassou o Orkut no mês de dezembro. Conforme a Safernet, os dados do último trimestre de 2012 mostram que o Facebook deve assumir a liderança e se consolidar, em 2013, como a rede social com maior número de denúncias de crimes na internet brasileira.

A ONG está discutindo com os executivos do Facebook um acordo de cooperação para permitir que as páginas denunciadas sejam encaminhadas automaticamente para revisão pelo time de suporte e segurança da empresa.

Canal de orientação
A Safernet lançou, em julho do ano passado, o canal Helpline Brasil (acesse aqui), que orienta os usuários, por e-mail e chat, sobre os riscos da internet. Conforme a ONG, o canal realizou 824 atendimentos no segundo semestre de 2012, sendo 36% para crianças e adolescentes. No período, os sites do Helpline Brasil receberam 37.620 acessos de 71 municípios brasileiros.

A maioria dos usuários (24,5%) buscou orientação sobre ciberbullying. Já 6% dos pedidos de crianças e adolescentes foram sobre sexting. Apenas 10% das orientações foram destinadas aos pais. Segundo a Safernet, 80% dos relatos sobre encontros virtuais foram de meninas, e de cada cinco casos de suspeita de aliciamento sexual infantil, um envolve menino.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13