Rádios On-line

Polícia do Senado desarticula grupo que dava golpes em parlamentares

Esquema era semelhante ao sequestro-relâmpago, com pedidos de ajuda.

7 FEV 2013 - 10h:59Por Redação

A Polícia do Senado informou nesta quarta-feira (5) ter desarticulado uma quadrilha que aplicava golpes em senadores e deputados federais. Segundo a polícia, os integrantes da quadrilha se passavam por parlamentares e ligavam para um deputado ou senador pedindo ajuda, alegando uma necessidade urgente, informando o número de uma conta bancária para depositar o dinheiro.

Só nos últimos dois meses, a quadrilha teria extorquido pelo menos R$ 20 mil de deputados e senadores. As primeiras denúncias chegaram no final do mês de dezembro. O grupo, formado por quatro pessoas, tinha como base Alagoas e Sergipe e dois suspeitos já prestaram depoimento.

Elas não foram presas porque não houve flagrante. Assim que for concluída a investigação, a polícia encaminhará as informações para o Ministério Público, que poderá denunciar os envolvidos à Justiça por estelionato.

Segundo Pedro Carvalho, chefe da Polícia do Senado, o golpe era semelhante ao do sequestro relâmpago. "Alguns [parlamentares] caíram no golpe, tanto no Senado quando na Câmara. O golpe se parece muito com aquele golpe do sequestro-relâmpago. Eles deram uma roupagem diferente para o golpe", disse Carvalho.

No Senado, a polícia informou que menos de 10 senadores foram enganados, sem mencionar quais caíram; o número de deputados não foi informado. Segundo a polícia, nem todos os parlamentares que receberam a ligação deram dinheiro.

O senador Benedito de Lira (PP-AL) relatou que um integrante da quadrilha ligou para a senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS) pedindo dinheiro em seu nome.

"O cara do outro lado dizendo que estava quebrado numa estrada, que era meu amigo, que me conhecia, e que estava tentando me localizar. E queria que a senadora depositasse na conta dele R$ 1,2 mil para ele pagar o conserto do carro e sair da estrada. Ela confiando nesta conversa, fez o depósito", disse Lira.

Vítima do golpe,  Ana Amélia Lemos contou que a quadrilha entrou em contato com seu gabinete pedindo dinheiro para auxiliar o filho do senador Benedito de Lira, que estaria precisando de ajuda em Porto Alegre. A equipe da senadora chegou a sacar o dinheiro, no valor de R$ 1.650 e entregou para um integrante da quadrilha.

Logo que soube que era golpe, a senadora comunicou a polícia do Senado. A senadora ainda sofreu mais uma tentativa de golpe. "Outro dia toca no meu celular, ai eu já falei que não ia cair outra vez neste golpe", disse a senadora.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13