Rádios On-line
11320

Projeto Padrinho recebe prêmio nacional

Criado em Campo Grande, em 26 junho de 2000, o Projeto Padrinho completou 12 anos de existência, contabilizando sucessos

13 NOV 2012 - 15h:57Por Redação

Hoje, pela manhã, no Plenário do Conselho Nacional de Justiça, em Brasília (DF), foi realizada a cerimônia de premiação do I Prêmio CNJ Infância e Juventude e Mato Grosso do Sul foi representado pelo Des. Joenildo de Sousa Chaves, Coordenador da Infância e Juventude de MS, e pela psicóloga Rosa Pires, integrante da equipe do projeto Padrinho, que mais uma vez destacou-se no cenário nacional e receberá Menção Honrosa.

Esta não é a primeira vez que o Projeto Padrinho recebe prêmio nacional. Em setembro de 2007, a proposta foi a grande vencedora do concurso Mude um Destino, da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), na categoria Poder Judiciário, por ser uma iniciativa desenvolvida em favor das crianças que vivem em abrigos. 
 
Mesmo sabendo da potencialidade e da excelência do trabalho executado pelo Projeto Padrinho, o Des. Joenildo comemorou o novo prêmio. “Acredito que é o reconhecimento pelo trabalho realizado há muitos anos. Como coordenador, já encontrei o projeto em andamento, mas vejo o Projeto Padrinho como uma belíssima oportunidade de melhorar a vida de muitas crianças e adolescentes. É uma forma de apadrinhamento eficaz, que permite a esses jovens ter um novo horizonte. Sinto-me honrado em fazer parte do Projeto Padrinho com os valorosos juízes e seus servidores”, disse ele.
 
Conheça - Criado em Campo Grande, em 26 junho de 2000, o Projeto Padrinho completou 12 anos de existência, contabilizando sucessos. Desde sua criação, a proposta tornou-se referência nacional e atende hoje mais de 200 crianças e adolescentes.
 
Para poder ampliar a área de atuação, o projeto está agora ligado à Coordenadoria da Infância e da Juventude e já foi implantado nas comarcas de Dourados, Amambai, Aquidauana, Corumbá, Rio Brilhante, Maracaju, Três Lagoas, Bataiporã, Nova Andradina, Sonora, Jardim, Bonito e Ponta Porã. 
  
O sucesso do trabalho realizado no Projeto Padrinho é tão grande que as comarcas de Naviraí, Camapuã, Ribas do Rio Pardo, Brasilândia, Bandeirantes, Sidrolândia e Paranaíba já solicitaram a implantação da proposta. 
 
Para quem não conhece o trabalho realizado pela equipe do Projeto Padrinho, necessário ressaltar que existem diferentes opções de apadrinhamento:
- padrinho afetivo: proporciona atenção e carinho à criança abrigada; 
- padrinho voluntário: faz algum tipo de trabalho esporádico nas entidades de acolhimento; 
- prestador de serviço: aquele que atende os abrigos de acordo com sua especialidade profissional, de maneira gratuita ou com ajuda material. 
 
Para fazer parte do projeto como madrinha ou padrinho, basta se inscrever. Os telefones para contato no Projeto Padrinho são (67) 3317-3633 e 3317-3446.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13