Rádios On-line
LEGADO

Rio 2016: Ministério do Esporte lança projeto de inclusão social

As atividades do projeto serão destinadas a crianças, adolescentes e jovens em vulnerabilidade social, na faixa etária de 6 a 21 anos de idade

19 ABR 2017 - 15h:00Por Redação

O Ministério do Esporte lançou na manhã desta quarta-feira (19), na Ilha do Governador, zona norte do Rio de Janeiro, um programa para inclusão social que utilizará, entre outros espaços, equipamentos construídos para os Jogos Olímpicos Rio 2016. O Projeto Esporte e Cidadania para Todos será desenvolvido em 56 núcleos de esporte educacional, contemplando diferentes modalidades.

As atividades do projeto serão destinadas a crianças, adolescentes e jovens em vulnerabilidade social, na faixa etária de 6 a 21 anos de idade. O projeto visa atender a cerca de 5,6 mil participantes.

De acordo com o secretário nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social do ministério, Leandro Fróes, é fundamental que todos os jovens tenham oportunidades com essa. “O sucesso agora vai depender do trabalho de cada profissional que trabalhar neste projeto, além da força de vontade e do afinco de cada interno e aluno do sistema que participar.”

Segundo o ministério, o projeto é um legado social da Rio 2016. “Esses projetos utilizarão os equipamentos olímpicos, como é o caso do Parque Olímpico, que receberá dois núcleos desse projeto”, disse Fróes. Modalidades olímpicas como futebol, judô, basquete, entre outros estão entre as atividades oferecidas, segundo o secretário.

Nove núcleos do projeto serão desenvolvidos dentro de Unidades de Medidas Socioeducativas de Internação e Semiliberdade do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase-RJ). O diretor-geral do departamento, Alexandre Azevedo de Jesus, disse que as atividades serão importantes para o trabalho socioeducativo com os adolescentes.

“O papel que a escola exerce é extremamente importante, é o básico. Mas o que desperta no jovem uma nova vida, um novo pensar, são o esporte, cultura e a arte. Com a entrada do esporte você tem a entrada final para que ele perceba que ele é muito mais do que ele pensa e que pode chegar muito além do que imaginou.”

O projeto é resultado de parceria entre o Ministério do Esporte e a Universidade Federal Fluminense (UFF) e terá R$ 9.175.784,12 em recursos.

(Informações da Agência Brasil)

Deixe seu Comentário