Rádios On-line
MOVIMENTO FORTE

Sem avanço nas negociações, greve dos bancários segue por tempo indeterminado

Em Três Lagoas, greve atingiu 100% das agências bancárias; em todo o país são mais de dez mil bancos fechados

16 SET 2016 - 06h:41Por Ana Cristina Santos

Após a oitava rodada de negociação com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban),e terceira após a deflagração da greve nacional, os bancários decidiram manter a paralisação por tempo indeterminado. Nesta quinta-feira (15) mais uma reunião foi realizada e a Fenaban se manteve irredutível quantos aos 7% de reajuste oferecido e abono de R$ 3,3 mil. Os bancários reivindicam 14,78% de reajuste salarial, entre outros benefícios.

A greve dos bancários, que teve início no dia 6 deste mês, vai completar duas semanas na próxima terça-feira (20). “Eles insistem em não oferecer nem a correção da inflação. Além disso, querem nos dar abono, que não fixo. Por isso a categoria não aceitou e o comando nacional já orientou que a greve agora será intensificada”, disse a presidente do Sindicato dos Bancários de Três Lagoas e região, Thelma Regina Canisso.

O comando nacional de greve informou que irá produzir uma carta aberta à população explicando sobre a importância do apoio à mobilização dos trabalhadores bancários. Em Três Lagoas, a greve atingiu 100% das agências bancárias. Em todo o país, segundo o comando nacional de greve são mais de 10 mil bancos fechados. 

Deixe seu Comentário