Rádios On-line
GRAVE!

Veja notícias de hoje sobre dengue, zika e chikungunya

Unicamp começa a realizar exame rápido para detectar doenças

12 FEV 2016 - 07h:41Por Valdecir Cremon

- O Ministério da Saúde confirmou ontem a terceira morte pelo zika vírus. Uma jovem de 20 anos, do município de Serrinha, no Rio Grande do Norte, não resistiu depois de ficar internada em Natal durante 11 dias com problemas respiratórios. A morte ocorreu em abril do ano passado, mas o resultado dos exames saiu apenas agora.

 

- A presidente Dilma Rousseff acionou todos os ministros para acompanhar pessoalmente a mobilização nacional de combate ao Aedes aegypti, que será neste sábado, em todo o país. O ministro dos Esportes, George Hilton, foi escalado para atuar na campanha em Mato Grosso do Sul.

 

- o Ministro da Saúde, Marcelo Castro, confirmou a realização de testes da vacina contra o zika vírus em humanos em até um ano. A expectativa é que o governo federal libere quase dois milhões de dólares para que a substância seja desenvolvida pelo Instituto Evandro Chagas, do Pará, em parceria com a Universidade do Texas, nos EUA.

 

- Novo estudo norte-americano confirma relação de zika com casos de microcefalia. A evidência partiu de pesquisas realizadas com uma mulher de 25 anos da Lituânia, que fazia trabalhos voluntários em Natal, capital do Rio Grande do Norte – onde pode ter sido infectada. Ela abortou no oitavo mês de gestação, após descobrir que o bebê nasceria com a deformação.

 

- A Unicamp começa a realizar teste rápido para detecção do zika na semana que vem. O exame será feito com amostras de sangue, urina e saliva e ficará pronto em cinco horas. O exame realizado hoje só utiliza amostra de sangue e demora até uma semana para dar o diagnóstico.

 

- O ministro da Defesa, Aldo Rebelo, anunciou que 220 mil militares das Forças Armadas vão participar, amanhã, do Dia Nacional de Mobilização para o Combate ao Mosquito Aedes aegypti, em todo o país. Em Três Lagoas e cidades vizinhas, o trabalho será feito pela 2ª Companhia de Infantaria.

Deixe seu Comentário