Rádios On-line
AGRONEGÓCIO

Azambuja usa vídeo de Bolsonaro para tentar turbinar campanha

No vídeo o presidente da UDR, Nabhan Garcia, troca o nome de Reinaldo por Geraldo e é censurado por olhar fulminante de Bolsonaro

11 OUT 2018 - 08h:01Por Éder Campos

Em um vídeo divulgado nesta quarta-feira, 10, em grupos de whatsapp pela Deputada Federal Tereza Cristina (DEM/MS), reeleita no último domingo com 75.068 votos, o candidato Jair Bolsonaro declara apoio ao atual governador e candidato, Reinaldo Azambuja para o governo de Mato Grosso do Sul.

Na corrida para fechar apoios partidários neste segundo turno, os candidatos estão desenfreados e partiram para um vale tudo. Mesmo sabendo do apoio de Bolsonaro a Azambuja, o candidato Odilon de Oliveira também declarou apoio ao candidato do PSL. “A Executiva Nacional do PDT deixou livres os candidatos dos Estados que foram para o segundo turno. Independentemente dessa decisão, eu já havia voltado meu pensamento para o Jair Bolsonaro”, explicou Odilon, em conversa com jornalistas, após o anúncio feito por emedebistas em apoiá-lo na eleição ao governo do Estado, em segundo turno.

Reinaldo Azambuja, que no primeiro turno permaneceu calado sobre o apoio à presidência, pelo fato de ser do PSDB de Geraldo Alckmin que achacou Bolsonaro, agora tenta pegar carona na onda popular do PSL. Reinaldo confirmou apoio ao candidato Bolsonaro à Presidência durante coletiva de imprensa na segunda-feira dia 8. “Fizemos aliança com vários partidos, elegemos 17 deputados estaduais, seis federais e dois senadores. O PSL está na nossa base e vamos trabalhar com outros partidos, aqueles que acham que devem se aliar conosco”, disse Reinaldo.

No vídeo divulgado, Bolsonaro disse “Reinaldo foi um colega de parlamento por muito tempo, nos demos muito bem. Quero agradecer essa expressiva votação em Mato Grosso do Sul. Já morei por três anos em Nioaque, cidade pequena, mas muito hospitaleira”, lembra Bolsonaro. “Quero desejar ao Reinaldo boa sorte agora no segundo turno, e agradecer o apoio a nossa candidatura a Presidente da República”, finaliza.

No final o presidente da UDR – União Democrática Ruralista, Nabhan Garcia, cometeu  deslize ao chamar Reinaldo de Geraldo, o que causou risos de Tereza Cristina e Luís Carlos Heinze (PP/RS senador eleito) e olhar reprovador de Bolsonaro. Nabhan e Tereza disputam a intenção para o cargo de Ministro da Agricultura caso Bolsonaro seja eleito.

Assista ao vídeo

 

Deixe seu Comentário