Rádios On-line
CASA DA MULHER BRASILEIRA

“As mulheres tem mais coragem de denunciar agressor” disse Delegada Ariene Murad

Mais de 600 Boletins de Ocorrência são registrados por mês

2 FEV 2018 - 10h:56Por Vivian Krajewski

A Casa da Mulher Brasileira completa três anos de atividade. Neste período já foram realizados mais de 44 mil atendimentos e quase 3 mil pelo disque denúncia. 
A CBN conversou com a Coordenadora Federal Tai Loschi, que disse que a sociedade não pode tolerar a violência contra a mulher.


Campo grande é a primeira Capital do Brasil a receber a implantação da Casa da Mulher Brasileira que oferece serviços especializados de atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica.
Em um comparativo aos 3 últimos anos anteriores a criação da casa com os três anos de implantação, houve um aumento de 124% de registros de ocorrência.


Os crimes mais cometidos são da violência verbal, como ameaça, injúria, calúnia e difamação, os casos de lesão corporal e de agressão física tem diminuído.


A delegada Ariene Murad da Delegacia Especializada de atendimento à Mulher, DEAM, disse que os números de feminicídios consumados reduziu na capital.
Confira a Reportagem:

Deixe seu Comentário