Rádios On-line
FECOMERCIO

Cartão ainda é principal “vilão” do consumidores

Consumo e procura por crédito caem

6 JUN 2020 - 11h:30Por Beatriz Magalhães

Em abril de 2020 a busca dos brasileiros por crédito teve uma queda de 25,7%, isso se comparado ao mesmo período de 2020. Em relação a março deste ano, houve uma retração de 13,5%. Os dados são do indicador de demanda do consumidor por crédito da Serasa Experian.

Além disso, a intensão de consumo também está baixa. De acordo com a Fecomércio de Mato Grosso do Sul, no Estado a expectativa para o dia dos namorados é de uma movimentação 43% menor que no ano passado, um reflexo da pandemia da Covid-19.

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo - CNC, cerca de 58,4% das famílias campo-grandenses estão endividadas, e cerca de 10% não terão condições de pagar as contas. “O consumo precisa ser consciente, mas a gente também precisa girar a economia. Sem consumo o ofertante não consegue manter os empregos. Com menos gente recebendo, menor a intensão de consumo”, comenta a economista da fecomércio de Mato Grosso do Sul, Daniela Dias. 

A pesquisa realizada pela CNC aponta ainda que o cartão de crédito continua liderando, como principal fonte de endividamentos, representado 62% das dívidas. “Esse é um valor bastante expressivo e a preocupação vem quando a inadimplência começa a aumentar. Nos meses de abril e maio tivemos um aumento do endividamento, e alguns fatores podem estar associados. Um deles é o a aumento no número de desempregados, onde por necessidade, precisam usar o cartão de crédito. Outro fato é o de que algumas pessoas já estão voltando, gradativamente, a algum tipo de intensão de consumo”, finaliza a economista. 

 

Deixe seu Comentário

Rádio CBN CG

Ver Todos os Vídeos