Rádios On-line
SEGUNDA ONDA

Casos de Covid-19 e internações crescem no Estado e preocupam autoridades

Preocupação, segundo o secretário de Saúde, é que MS volte a registrar os níveis observados em julho e agosto

21 NOV 2020 - 08h:19Por Loraine França

Mato Grosso do Sul volta a apresentar alta nas confirmações diárias de Covid-19 e o avanço da doença gera preocupação nas autoridades de saúde estaduais. Nesta semana, o estado chegou a confirmar mais de 800 casos novos em um único dia.

Para o secretário de Saúde de Mato Grosso do Sul, Geraldo Resende, se o Estado continuar apresentan-do número elevado de casos diários, poderá voltar aos patamares registrados em julho e agosto deste ano. Nesses meses, Mato Grosso do Sul teve pico da doença e quase 900 casos chegaram a ser confirmados diariamente.

Resende lembrou que o aumento dos casos nesta semana é reflexo dos últimos feriados. “Sei que todo mundo já está exausto e chegou  no limite. Todo mundo quer reunir os amigos, fazer as confraternizações. Mas isto poderá ser muito perigoso. Está sendo. Inclusive, nessas semanas que antecederam nós tivemos processos eleitorais, grandes reuniões, concentrações, comemorações que ocorreram e nós estamos colhendo isso já nos três primeiros dias uteis da semana”.

Também houve aumento no número de internações nas últimas semanas, com acréscimo de 10% em 15 dias. Em Campo Grande, hospitais públicos e privados já se manifestaram pedindo para que a população não se descuide. Também alertaram sobre o aumento de pessoas com sintomas da Covid-19 e de internados com a doença.

O Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, localizado na capital é referência no atendimento a pacientes com Covid-19. Informou que os leitos de UTI voltaram a apresentar 100% de ocupação. O hospital conta com 50 leitos disponíveis para tratamento do novo Coronavírus.

Em resposta à esta reportagem, a Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande (Sesau) informou que acompanha diariamente os casos de Covid-19 na capital e que vai tomar decisões futuras para frear a doença de acordo com a análise dos dados.

AMMS
A Associação Médica de Mato Grosso do Sul (AMMS) também emitiu alerta sobre a alta de casos de Covid-19 no Estado. Em nota emitida pela AMMS, a presidente Maria José Maldonado diz que a entidade não quer viver uma segunda onda da covid-19, a exemplo de outros países. 

“Precisamos do apoio da população em continuar se prevenindo e evitando aglomerações. Todos nós dependemos dessa conscientização e temos que nos cuidar, pois ainda não há uma vacina disponível”, finaliza. Em Bonito, por exemplo, a Justiça determinou a retomada do toque de recolher da meia-noite às 5h. Ficam também proibidas rodas de tereré, consumo de bebidas alcoólicas em calçadas e outros locais de acesso público. A prefeitura da cidade será notificada para o cumprimento da decisão.

 

Deixe seu Comentário

Rádio CBN CG

Ver Todos os Vídeos