Rádios On-line
SUPERFATUROU

CGU identifica irregularidades em contrato entre Prefeitura de Campo Grande e empresa de videomonitoramento

Segunto relatório, houve superfaturamento em serviços oferecidos e indícios de favorecimento à empresa durante a licitação

20 SET 2018 - 09h:09Por Loraine França

A Controladoria Geral da União (CGU) lançou um relatório de auditoria realizada em 2017 que identificou irregularidades na licitação e no contrato de prestação de serviço e implantação do sistema de vídeo monitoramento urbano nas vias públicas de Campo Grande.

Segundo a CGU, foi identificado prejuízo de R$311.170,48, que decorre de superfaturamento e sobrepreço na compra de equipamentos e serviços. O órgão encontrou ainda, indícios de direcionamento da licitação e favorecimento da empresa Globaltask, que venceu a licitação no Pregão Presencial nº056/2013 em 2013. Esse favorecimento, segundo a CGU, ocorreu durante a fase de julgamento e, também, durante a execução dos serviços.

O prejuízo se refere ao superfaturamento por sobrepreço contratual, no valor de R$297.269, 96 e do superfaturamento quantitativo de R$6.805,52 no lançamento de fibra ótica. Há ainda    outros R$7.095,00 referentes à compra de nobreaks que acabaram inutilizados pela prefeitura de Campo Grande.

A CBN Campo Grande entrou em contato com a prefeitura para verificar se a administração vai se posicionar sobre o assunto. Até o fechamento da reportagem, nós não tivemos resposta.

Deixe seu Comentário