Rádios On-line
DIRETO DA ENERGIA

Consumidores denunciam alta ilegal em contas

Segundo a agência, a alteração decorre de aumento na taxa básica de cobrança

23 FEV 2019 - 08h:53Por Ingrid Rocha

Desde abril de 2018, a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) estabeleceu um reajuste de 10,79% nas contas de energia, em Mato Grosso do Sul. Segundo a agência, a alteração decorre de aumento na taxa básica de cobrança. Mas, consumidores dizem que o valor é superior ao estabelecido em lei.

Para o contribuinte Venicio Leite, o aumento afeta diretamente o bolso do consumidor. “Eu notei que, no começo do ano passado, a conta era de R$ 0,49 por quilowatts hora. No final do ano, passou para quase R$ 0,73. Ou seja, havia um aumento de 50%”, apontou.

Diante da grande quantidade de denúncias e reclamações, uma audiência pública foi realizada na quarta-feira (20), na Câmara de Campo Grande, com deputados estaduais e vereadores de 54 municípios, além da presença do diretor da Energisa, Paulo Roberto dos Santos, que alegou aumento no consumo de energia e não na cobrança.

Na quinta-feira (21), o deputado estadual Marçal Filho (PSDB), disse que o aumento foi aplicado a um grade número de consumidores na área de cobertura da empresa. “Pela disparidade das contas, os valores foram realmente aumentados substancialmente, e isto chamou a atenção de todos. Tanto que há uma mobilização em todo o Estado", disse.

Veja a matéria

Deixe seu Comentário