Rádios On-line
CRIMINALIDADE

Cresce onda de sequestros relâmpago na capital

Em uma semana, dois casos de sequestro relâmpago aconteceram em Campo Grande

3 AGO 2019 - 08h:31Por Israel Espíndola

Em uma semana, dois casos de sequestro relâmpago aconteceram em Campo Grande - todos com ordens vinda de presídio.

O bando atuava de maneira organizada, com líderes contratando bandidos para realizarem apenas o serviço, sem relação ou conhecimento entre eles. As ordens vinham de dois líderes do grupo. Mais de seis sequestros foram armados pelo bando.

O primeiro caso aconteceu na noite de terça-feira (30), quando uma advogada foi buscar o marido que participava de uma confraternização em um restaurante em uma região nobre da capital, chegando no local ela avisou o marido em questão de segundo ela rendida por dois homens armados.

O marido desconfiou e acionou a Polícia Militar, informando todas as características do carro e então policiais militares abordaram o carro na saída para Corumbá, os dois ocupantes confessaram o sequestro e informaram o endereço do cárcere.

Quando a PM chegou, a mulher conseguiu fugir e os suspeitos atiraram Houve revide. Os bandidos foram atingidos, e morreram.

A advogada disse aos policiais que os assaltantes foram os que a renderam em frente ao restaurante.

Na madrugada de sexta (2), outro caso. Um empresário de 60 anos e seu filho de 7 foram sequestrados por bandidos armados, pai e filho estavam no estacionamento de uma farmácia no bairro Chácara Cachoeira, zona Leste da capital. A família ficou em cárcere por toda a madrugada e só foi libertada nesta manhã.

Segundo a polícia, o caso aconteceu por volta da meia-noite. O empresário parou no comércio, fez sua compra e, quando voltava para seu veículo, uma picape, foi rendido por um bandido armado.

Os ladrões fugiram com o carro da vítima e foram presos na rodovia BR-262, sentido a Corumbá. As vítimas foram libertadas de cárcere privado, na periferia de Campo Grande.

Deixe seu Comentário

Rádio CBN CG

Ver Todos os Vídeos