Rádios On-line
VIOLêNCIA EXTREMADA

Estado contabiliza 27 assassinatos de mulheres de janeiro a novembro

Os casos de tentativas de feminicídios tiveram aumento de 50%, passando de 46 casos no ano passado para 69 neste ano

22 DEZ 2018 - 08h:48Por Erick Marques

Dados divulgados pela Polícia Civil revelam que, de janeiro até novembro, Mato Grosso do Sul registrou 27 casos de feminicídio, mesmo índice se comparado a todo ano de 2017. 

De acordo com a Polícia Civil, em 2018, foram registrados 15,9 mil boletins de ocorrência envolvendo violência doméstica. Segundo o 12º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, o Estado tem a sexta maior taxa de homicídios de mulheres do país e a maior taxa para cada 100 mil habitantes de mulheres vítimas de violência sexual, com 66 casos. 

Segundo a subsecretária de Políticas Públicas para Mulheres, Luciana Azambuja,  a violência contra a mulher precisa ser erradicada. “Precisamos divulgar os mecanismos legais para coibir a violência de gênero e, também, avaliarmos avanços e retrocessos nas políticas públicas, as ações de enfrentamento à violência e a eficácia da Lei Maria da Penha”, afirma.

Os casos de tentativas de feminicídios tiveram aumento de 50%, passando de 46 casos no ano passado para 69 neste ano.

De acordo com a delegada Paula Ribeiro, titular da Delegacia de Atendimento à Mulher de Dourados, diversos fatores prejudicam as investigações, entre eles o silêncio das vítimas. A delegada afirma, ainda, que a violência não se caracteriza apenas como física. “Na maioria das vezes, os abusos verbais resultam na diminuição da autoestima das mulheres, o que, futuramente traz problemas para toda a família, inclusive para os filhos”, conclui.

Serviço
O Ligue 180 é uma central telefônica que atua como um disque-denúncia de assédio e violência contra a mulher.

Além disso, também é possível obter orientações sobre serviços da rede de atendimento, direitos da mulher e legislação.

Deixe seu Comentário