Rádios On-line
EFEITO CORONA

"Estamos colhendo o que plantamos", afirma secretário

Geraldo Resende se diz otimista quanto à vacina, porém alerta que se não houver novas medidas de restrição, número de mortes vai aumentar expressivamente

23 NOV 2020 - 12h:55Por Thais Cintra CBN

Com 503 novos casos de covid-19 confirmados em Mato Grosso do Sul nos últimos dias, o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, alerta novamente que haverá mais mortes pela doença, caso a população continue com o “desleixo” em relação às medidas de biossegurança. Ele pede para que o povo não se aglomere e mantenha hábitos de higienização bastante conhecidos por todos.

Nesta segunda-feira (23), o médico afirmou em entrevista na Rádio CBN Campo Grande, que o crescimento exagerado nos casos de covid-19 é consequência do afrouxamento nas restrições dos protocolos de saúde em quase todas as cidades de Mato Grosso do Sul. Ele pontua que no início do mês haviam 206 pessoas internadas, e em 15 dias esse número passou para 314 pessoas internadas em hospitais de MS. O crescimento representa aumento de 50% da taxa de internação.

“A pandemia não passou e muita gente acreditou que estava tudo normal. Se as pessoas não cuidarem de suas famílias e deixarem as regras de higiene, nós teremos um ‘sobresalto’ na doença”, afirmou. Questionado sobre o andamento das pesquisas em relação à vacina contra o coronavírus, o secretário se diz otimista, mas salienta que está convocando todos os prefeitos de Mato Grosso do Sul, para endurecerem as regras de biossegurança.  

Deixe seu Comentário

Rádio CBN CG

Ver Todos os Vídeos