Rádios On-line
PANDEMIA

"Estamos perto do colapso", diz presidente da Cassems

Ricardo Ayache afirma que até alas administrativas do hospital podem ser transformadas em leitos pra atender a demanda

30 NOV 2020 - 12h:32Por Ginez Cesar/ Thais Cintra CBN

Com mais de 90% dos leitos de terapia intensiva ocupados por pacientes com covid-19, o Hospital da Cassems atingiu esse patamar devido o comportamento negligente da população em todo o Estado, segundo o diretor presidente, Ricardo Ayache.

Ele fez um alerta durante entrevista nos estúdios da Rádio CBN Campo Grande, nesta segunda-feira (30), alegando que dos 30 leitos destinados para a covid-19, 27 estão ocupados e que o número deve crescer ainda mais, já que o comportamento das pessoas em se aglomeramrem nos bares e festas é uma constante.

“Pra se ter uma ideia, tínhamos 10 leitos para a covid no início do mês, com 60% da capacidade preenchida, hoje temos 30 leitos com 90% de ocupação, esse cenário é muito preocupante para todos, soma-se à esta situação a exaustão dos profissionais de saúde trabalhando muito desde março”, afirmou.

No pico da doença em julho e agosto, o hospital chegou a atender 120 pessoas infectadas por dia, e agora um novo recorde é registrado, 210 casos em um dia, no mês de novembro. O diretor ressalta que não é hora de as pessoas estarem em boteco. “O povo está sem máscara, compartilhando bebida, esperando em filas, mas o momento exige a atenção para não termos um final de ano caótico”, reforçou.

Ayache destacou que os jovens tendem a ter um quadro mais leve de covid-19, mas que isso não é uma verdade absoluta. “Existem pacientes jovens com manifestação grave da doença, e o pior, ainda levam a covid-19 para dentro de casa, infectando os pais e avós", explicou.  

Deixe seu Comentário

Rádio CBN CG

Ver Todos os Vídeos