Rádios On-line
BALANÇO

Feminicídios crescem 14% em MS com menos registros de roubo

Estudo aponta ainda estabilização no número de latrocínios nos últimos dois anos

8 JAN 2019 - 15h:10Por Kleber Clajus

Em Mato Grosso do Sul, o número de feminicídios no ano passado cresceu 14,8% quando comparado ao mesmo período de 2017. Os dados foram divulgados, nesta terça-feira (8), pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

Se os crimes de ódio contra as mulheres saltaram de 27 para 31, os roubos registraram as maiores quedas com destaque aos ocorridos em estabelecimentos comerciais (31%) e as residências (25,5%). Homicídios dolosos recuaram de 515 ocorrências em 2017 para 443 em 2018 (-14%).

No caso dos latrocínios, roubos seguidos de morte, os dados da secretaria apontam que o número de casos se manteve estável em 23 registros nos últimos dois anos.

Reforço

Para o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), os indicadores refletem o trabalho integrado das equipes de segurança. Ele ressaltou, depois de reunião com a cúpula da segurança pública, que permanece o critério de "tolerância zero" com o crime organizado.

Azambuja ainda pretende reforçar o policiamento nas ruas por meio de projeto de lei que permita policiais militares receberem adicional para trabalhar mesmo durante as folgas. Essa medida, inclusive, possibilitaria aumentar em 30% o efetivo nas ruas, que já conta com o retorno de 503 profissionais da reserva à ativa.

Deixe seu Comentário