Rádios On-line
SINPETRO

Gasolina vai ficar R$ 0,45 mais cara em MS neste mês

Previsão do Sindicato da venda de combustíveis considera reajustes da Petrobras

6 JUN 2020 - 10h:30Por Marcus Moura

O preço médio da gasolina pode ficar até R$ 0,45 centavos mais caro em junho no Estado devido as quatro altas consecutivas praticadas pela Petrobras em maio no preço do combustível vendido nas refinarias, segundo o Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes de Mato Grosso do Sul).

Segundo o diretor-presidente do órgão, Edson Lazarotto, o atraso no repasse é decorrente da queda na demanda por combustíveis. “Ainda temos registro de uma queda de 35% a 45% na demanda por abastecimento no Estado. Com isso, os empresários demoraram mais para renovar os estoques e os preços ainda não foram todos atualizados. Nossa previsão é que até o final do mês a gasolina tenha um reajuste bastante considerável”, disse ele.

Ainda de acordo com Lazarotto, a recuperação do preço do barril de petróleo no mercado internacional influencia diretamente o preço praticado pela Petrobras. “Tivemos uma queda histórica no preço do petróleo, porém o mercado já voltou a se recuperar. Agora, tendência é de novos reajustes positivos no preço tanto da gasolina, quanto do diesel”, revela.

Em 2020, a petrolífera estatal já mexeu 15 vezes no preço da gasolina e 13 vezes no valor do diesel. A última alta foi anunciada no dia 26 de maio, quando os combustíveis ficaram R$ 0,06 e R$ 0,09 centavos mais caros, respectivamente. 

Segundo dados na ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) o preço médio da gasolina no Estado é de R$ 4,09. Campo Grande tem o litro mais barato (R$ 3,855) e Corumbá o mais caro (R$ 4,437). O valor médio do diesel em MS é de R$ 3,19. A Capital mais uma vez na liderança com o menor preço (R$ 3,02) e Corumbá com o maior (R$ 3,56).

Deixe seu Comentário

Rádio CBN CG

Ver Todos os Vídeos