Rádios On-line
16577
BRASÍLIA

Governador discute prioridades do Estado, como a Biocêanica e rodovias

Reinaldo Azambuja assinou contrato de cerca de R$ 200 milhões do Profisco 2 com apoio da bancada federal para tocar obras

21 SET 2019 - 08h:01Por Márcia Paravizzi

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), se reuniu, nesta semana, em Brasília (DF), com o diretor-executivo do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) no Brasil, Hugo Florez Timoran, para assinar contrato do Profisco 2 (Programa de Modernização da Gestão Fiscal do Estado), que garante US$ 47,7 milhões (R$ 194,6 milhões) para implantação do projeto nos próximos cinco anos. 

O programa possibilita o uso de tecnologias digitais de otimização da área fiscal, no Estado, para a realização, por exemplo, de auditorias eletrônicas e maior eficiência nas compras públicas.

Azambuja também se reuniu com o ministro de Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, para pedir recursos e apoio no combate a incêndios no Pantanal e nas regiões de cerrado. O ministro disse que o governo vai agilizar o reconhecimento da situação de emergência no Estado por causa das queimadas, decretada por Azambuja, na semana passada, que dá direito de apresentar pedidos de material, equipamentos, pessoal e recursos para o combate a queimadas. A proposta de Canuto é disponibilizar aeronaves do Exército e soldados para atuação no combate ao fogo. Até esta sexta-feira (20), o Estado registrou 24 mil registros, no ano, segundo o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

ROTA BIOCEÂNICA

O governador também se reuniu com a bancada federal do Estado para pedir apoio à construção da Rota Biocêanica,  que vai ligar o Brasil ao Chile. Segundo o governo, a ligação vai gerar novas oportunidades econômicas para a região por encurtar em mais de 7 mil quilômetros marítimos a distância até a Ásia, reduzindo o custo de frete em 40%, com reflexos em preços de produtos do Centro-Oeste. A previsão é que as obras sejam concluídas em 2023.

RODOVIAS E HOSPITAIS

Azambuja também buscou apoio da bancada para a recuperação de rodovias federais no Estado. “Discutimos a continuidade de obras, como  a  BR-419, a recuperação das BRs 262 e 267, que estão em andamento.”

Também falou com deputados e senadores sobre transporte escolar e a compra de equipamentos hospitalares, entre outras reivindicações, e afirmou que o Estado terá dois hospitais concluídos: o de câncer, em Campo Grande,  e o de Três Lagoas, em 2020. 

“Existe uma sintonia de pensamento entre o governo e a bancada de que nós devemos trabalhar unidos, para buscarmos recursos e investimentos em prol do Estado”, disse Azambuja.

Deixe seu Comentário

Rádio CBN CG

Ver Todos os Vídeos