Rádios On-line
SAÚDE

“Gravidez não é Brincadeira” é programa da Cassems voltado para jovens

A taxa de adolescentes grávidas no país é de 62 para cada grupo de mil jovens

14 FEV 2020 - 09h:00Por Gabi Couto/CBN/Assessoria de Imprensa

A Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul (Cassems) lançou ontem (13) a campanha de prevenção “Gravidez não é Brincadeira”, de conscientização da gravidez na adolescência. 
A campanha é uma parceria da Cassems com a Sociedade Sul-Mato-Grossense de Ginecologia e Obstetrícia (Sogomat-SUL) e Associação Brasileira de Obstetrícia e Ginecologia da Infância e Adolescência (Sogia-BR). Em alusão à Semana Mundial de Prevenção à Gravidez na Adolescência, a Cassems reitera a importância do diálogo entre os pais e conhecimento sobre os métodos anticoncepcionais, para evitar a gestação não planejada.
De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a adolescência é um período que compreende as idades de 10 a 19 anos. Nessa etapa da vida, o corpo e mente do indivíduo passa por uma série de transições, que marcam o fim da infância e um preparo para a vida adulta. As transformações são hormonais, psicológicas, anatômicas e, por este motivo, é fundamental que o jovem seja acolhido por uma rede de apoio composta por familiares e profissionais de saúde.
A diretora de Assistência à Saúde da Cassems, médica ginecologista e obstetra, Maria Auxiliadora Budib, salienta a importância de uma linha de cuidado para adolescentes e explica que, desde o ano passado, a equipe técnica de prevenção iniciou um trabalho de rodas de conversa com jovens na capital.  
“São 24 mil adolescentes na Operadora, a maioria concentrados em Campo Grande. Durante a infância, são acompanhados na Pediatria. No entanto, no período da adolescência, há um afastamento dos cuidados com a saúde. Algumas jovens ainda vão ao ginecologista, em decorrência da menstruação, mas os meninos só voltam à ir ao médico na vida adulta, geralmente, na Urologia. Precisamos cuidar dos nossos adolescentes”.
No Brasil, o fenômeno da gravidez na adolescência apresentou uma queda nas últimas décadas. Hoje, segundo pesquisa de 2018 da OMS, a taxa de adolescentes grávidas é de 62 para cada grupo de mil jovens, com idades entre 15 e 19 anos, dado ainda considerado alto, visto que a média mundial é de 44 a cada mil.
 

Deixe seu Comentário

Rádio CBN CG

Ver Todos os Vídeos