Rádios On-line
16831
POSITIVO

Índices de criminalidade apresentam diminuição

Em Campo Grande, o destaque também é para roubos no comércio

15 NOV 2019 - 08h:42Por Isabelly Melo

Os principais indicadores de criminalidade de Mato Grosso do Sul e de Campo Grande, monitorados diariamente pela Sejusp (Secretaria estadual de Justiça e Segurança Pública), apresentaram redução em 10 meses de 2019, em comparação com o mesmo período do ano passado. A principal queda foi de latrocínios (roubos seguidos de morte), com diminuição de 47,6%, sendo registrados 11 casos, enquanto na Capital esse percentual é ainda maior 77,8% – duas ocorrências em 2019 e nove em 2018.

Balanço divulgado pela Sejusp ainda mostra redução nas ocorrências de crimes contra o patrimônio. Os roubos em comércios caíram 32,4%, sendo registrados 303 ocorrências em 2019. Logo depois estão os roubos de veículos com uma redução de 29,7%, passando de 639 registros para 449 em 2019. Em seguida estão as ocorrências em vias públicas com recuo de 21,1%. Já os delitos ocorridos em residências, as estatísticas apontam que os índices caíram 19,1%.

Em Campo Grande, o destaque também é para roubos no comércio, com redução de 43,4%, seguido das ocorrências envolvendo veículos (-23,8%), em vias públicas (-20,1%) e em residências (-16,3%).

Também houve redução de 14,2% dos homicídios dolosos (com intenção de matar), em relação ao ano passado. Na Capital os números são ainda melhores, sendo 77 mortes em 2018 e 57 em 2019, ou seja, um recuo de 26%. Nestes dez meses outro delito que apresentou queda foram as ocorrências de homicídios culposos no trânsito em todo o MS (- 10,9), já em Campo Grande (-26,8%).

O secretário Antônio Carlos Videira destacou que o resultado é fruto de trabalho intenso ao tráfico de drogas, do uso da inteligência policial e da diminuição de presos nas delegacias.

“Na região de faixa de fronteira, dos 12 crimes monitorados, 11 tiveram redução. Na Capital também. Essa queda pode ser verificada tanto nos crimes contra a vida como nos contra o patrimônio. Isso se deve ao enfrentamento do tráfico doméstico, às ações de investigação, às inúmeras operações e aos investimentos do Governo do Estado por meio do programa MS Mais Seguro”, afirmou.

Dos 12 delitos monitorados diuturnamente pela secretaria o feminicídio foi o único que não apresentou redução, sendo registrados 25 em 2019 e o mesmo número em 2018. Em Campo Grande foram cinco mortes registradas nestes 10 meses.

Deixe seu Comentário

Rádio CBN CG

Ver Todos os Vídeos