Rádios On-line
ARTE

Orquestra de Rua Vai Quem Vem encerra a Mostra Arte

Show beneficente “Dandara, Mulher Odara” remete à simbologia da mulher como um todo, o ápice da magnitude do ser

27 MAR 2018 - 09h:00Por Redação

Nesta quarta-feira (28), o Centro Cultural José Octávio Guizzo (CCJOG), unidade da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), realizará o show beneficente “Dandara Mulher Odara” com a Orquestra de Rua Vai Quem Vem, a partir das 19h. O evento encerra a Mostra de Arte “Substantivo Feminino” que proporcionou neste mês uma programação alusiva ao Dia Internacional da Mulher com debates, intervenções, shows e oficinas voltadas para temáticas acerca das questões da mulher na sociedade e nas artes.

O show beneficente “Dandara, Mulher Odara” remete à simbologia da mulher como um todo, o ápice da magnitude do ser. A abertura do show conta com a participação especial das alunas das oficinas de Musicalização e Percussão, oferecidas pela Orquestra Vai Quem Vem, realizada no Centro Cultural José Octávio Guizzo durante o ano de 2017. A entrada é 1 kg de alimento não perecível que será doado ao asilo São João Bosco.

A Orquestra Popular de Rua Vai Quem Vem foi criada há três anos e apresenta trabalhos autorais, bem como releituras de clássicos da música brasileira inserindo ritmos como ijexa, afrobeat, samba reggae, maracatu, dentre outros.

Nos arranjos, que se fundem ao som dos metais e instrumentos percussivos, são executadas composições que vão desde Ary Barroso, Dorival Caymmi, Caetano Veloso, Lamartine Babo, Chico Science, e demais cancioneiros populares.

A Vai Quem Vem é formada por músicos profissionais, que trabalham tanto em ambiente noturno, de bares e casas de shows, quanto no meio erudito.

Alguns componentes da orquestra integram a Banda Sinfônica da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). A orquestra tem direção musical do percussionista Luiz Carlos Santana e tem arrastado multidões nas folias carnavalescas de Campo Grande com composições próprias, como a conhecida “Marcha Fervo da Valu”, música oficial do tradicional “Cordão Valu”, – composta por Vinil Moraes -, e “Porrada é Sempre no Mesmo Lugar”, autoria de Vinil Moraes e Vitor Maia. (Com informações do CCJOG)

Deixe seu Comentário

Rádio CBN CG

Ver Todos os Vídeos