Rádios On-line
PARA DIMINUIR LOTAÇÃO

Vereadores e representantes do transporte estudam escalonamento do horário dos trabalhadores

Comissão do transporte da Câmara e autoridades do segmento discutiram novas medidas para conter avanço da pandemia

8 ABR 2021 - 09h:02Por Giovanna Dauzacker

Os vereadores de Campo Grande, juntamente com representantes do transporte coletivo, estudam a possibilidade de escalonar o horário dos trabalhadores que utilizam o serviço diariamente, para diminuir a lotação nos veículos e assim, conter o avanço da pandemia da Covid-19.

A sugestão foi uma das apresentadas durante a reunião que ocorreu na manhã da quarta-feira (07), entre a Comissão do transporte da Câmara e representantes do Consórcio Guaicurus, da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) e da Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos (Agereg).

Segundo o presidente do Consórcio Guaicurus, João Rezende, a ideia é que as repartições públicas, escolas, comércio, indústria, entre outras atividades, adotem o escalonamento de horário para que as pessoas não se desloquem todas ao mesmo tempo.

“Para que elas possam ter horário diferenciado, a ser definido em consenso, para que as pessoas não se desloquem todas nos horários de pico, que vão de 5h até 8h30 e de 16h até 19h, que são os mais críticos”, explica.

Além dessa medida, foi citada também, durante a reunião, a possibilidade de aumentar o número de veículos.

Este foi o segundo encontro entre os representantes do transporte público e a comissão, para discutir formas de diminuir a circulação do vírus no itinerário da Capital, depois que alguns vereadores fiscalizaram os terminais Morenão, Júlio de Castilho, General Osório, Guaicurus, Nova Bahia, Aero Rancho e Hércules Maymone nos horários de pico, com o objetivo de averiguar a lotação dos itinerários dos ônibus.

A Casa de leis havia também, enviado um ofício à Agetran, cobrando o aumento da quantidade de veículos em circulação. De acordo com o diretor-presidente da Agência, Janine Bruno, algumas medidas já foram tomadas.

“Já reforçamos a limpeza, desinfecção com hipoclorito onde as pessoas encostam mais as mãos ou sentam. Já vínhamos fazendo a desinfecção com os caminhões. Já começamos com uma quantidade de frota maior, com mais veículos nas ruas. Na manhã, temos 95 viagens a mais em relação há duas semanas atrás, e 72 a mais a tarde, isso tudo visando criar mais alternativas para o usuário”, apontou.

Deixe seu Comentário