Rádios On-line
LADÁRIO

Prefeito, secretário e vereadores são presos em operação do Gaeco

Grupo é acusado de crimes como associação criminosa, corrupção ativa e passiva

26 NOV 2018 - 07h:46Por Kleber Clajus

O Grupo de de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) cumpriu, nesta segunda-feira (26), nove mandatos de prisão preventiva e suspensão de cargo público em Ladário, a 426 quilômetros de Campo Grande. As informações são do Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS).

Lista inclui o prefeito do município, Carlos Anibal Ruso Pedroso (PSDB), o Secretário Municipal de Educação, Helder Naulle Paes, além dos vereadores Paulo Rogério Feliciano Barbosa, Osvalmir Nunes da Silva, o Baguá, Agnaldo dos Santos Junior, o Magrela, Vagner Gonçalves, Lilia Maria Villalva de Moraes Silva, a Pastora Lilia, André Franco Caffaro, o Dedé, e Augusto de Campos, o Gugu. Com isso, sete dos onze vereadores do município estão presos preventivamente.

Os alvos da operação são acusados de suposta prática dos crimes de associação criminosa, corrupção ativa e passiva. Eles participavam de conluio entre Executivo e Legislativo, conhecido como "mensalinho". Suas prisões foram determinadas pelo desembargador Emerson Cafure, da Seção Especial Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul (TJMS).

(Matéria atualizada às 08:53 para acréscimo de informações)

Deixe seu Comentário