Rádios On-line
FUTEBOL

Repasse de R$820 mil aos clubes de MS é assinado por autoridades

Recurso oriundo do Fundo de Investimentos Esportivos será destinado a alimentação, hospedagem e arbitragem

26 FEV 2021 - 11h:31Por Isabelly Melo

Na manhã desta sexta-feira (26) autoridades assinaram o Termo de Fomento ao futebol sul-mato-grossense no valor total de R$ 820.902,00, proveniente do Fundo de Investimentos Esportivos (FIE/MS). O aporte é feito anualmente pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, através da Fundação de Desporto e Lazer (Fundesporte).

Participaram da solenidade representantes de clubes integrantes do Campeonato Estadual de Futebol Série A 2021, o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Miranda, o Secretário de Governo, Sérgio Murilo, o presidente da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) Francisco Cesário, além da Deputada Federal, Rose Modesto e vereadores da capital.  

Francisco Cesário, presidente FFMS

O recurso será destinado especificamente para auxílio nas despesas da competição, como taxa de arbitragem, hospedagem e alimentação nos jogos como visitante. Além da ajuda no custeio de materiais esportivos (uniformes de jogo, de passeio, viagem aos jogadores e membros da comissão técnica e instrumentos a utilizados em treinamentos).

Para o presidente da FFMS o suporte financeiro que, se repartido igualitariamente chegará a cerca de R$28 mil a cada clube, é essencial para a manutenção do Estadual, possibilitando o início tranquilo da primeira divisão deste ano.

“Se o futebol não tiver esse apoio para os clubes, dificilmente nós poderíamos contar com a participação de 10 equipes. Então é de suma importância, eu diria que é o ponto principal do Campeonato Sul-Mato-Grossense 2021”, declarou Cesário.

Diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Miranda

Para o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Miranda, o repasse, que é feito anualmente para os clubes, é crucial na tentativa de alavancar o futebol estadual, ainda mais no momento crítico em que se encontra futebol sul-mato-grossense. Porém, Marcelo acredita que a função do Governo, por meio da Fundesporte, vai além desse repasse, elaborando políticas públicas e esclarecendo as já existentes em relação ao investimento privado, por exemplo.

“Essa ajuda é emergencial, e é obrigação do Governo criar condições para que o futebol seja forte. Tanto apresentando para eles (os clubes) uma equipe técnica para ajuda-los a capitar recursos como a lei de incentivo ao esporte nacional, como criando condições adequadas para o nosso futebol. É fundamental que o Governo faça a sua parte, as prefeituras, no sentido de qualificar os espaços esportivos para que o futebol seja atraente”, afirmou o diretor-presidente.

O suporte técnico foi amplamente cobrado por presidentes dos clubes que estavam presentes na reunião, como o atual campeão estadual, Iliê Martins Vidal, presidente do Águia Negra, e que destacou o investimento privado local para os dois títulos consecutivos da equipe de Rio Brilhante.

Iliê Martins Vidal, presidente Águia Negra

“O Águia teve a sorte de ter em Rio Brilhante uma administração pública que buscou recursos para o time, ela não deu dinheiro público, mas buscou na empresa privada apoio para o Águia Negra. Que favoreceu nós montarmos equipes boas, competitivas. Nós conquistamos os títulos de 2019 e 2020 graças, primeiramente, a esse apoio de empresas da cidade”, revelou Iliê Martins.

O presidente do Águia revelou ainda que a folha de despesas do clube chega a aproximadamente R$600 mil, ou seja, o valor de repasse do Governo não supri todas as demandas dos clubes, assim como das demais equipes do Estado. “Por isso a gente cobra um apoio não em relação ao financeiro, mas do Governo criar alguma comissão para que a gente possa captar recurso, buscar um incremento maior aos clubes por meio de patrocinadores”, pontuou o gestor.

Durante a reunião, o vereador Herculano Borges citou a viabilidade de mais apoio financeiro aos clubes por meio do Fundo Nacional do Esporte, se comprometendo a estruturar um plano de instrução aos clubes, junto a Fundesporte.

A deputada federal Rose Modesto também estava presente na reunião, e aproveitou o momento para anunciar o repasse de verba própria para o futebol se Mato Grosso do Sul, no valor de R$500 mil. “Vou colocar este ano para a Fundesporte, especificamente para os clubes, um aumento de aproximadamente 60%, vou colocar R$500 mil das minhas emendas, a gente vai dividir um pouquinho para cada um”, anunciou.

Após conversa com a deputada, o diretor-presidente da Fundesporte sugeriu que o dinheiro seja usado nas categorias de base, “Seja fazendo repasse aos clubes para que eles fortaleçam as suas equipes, ou através de um campeonato sub-17 que é uma reivindicação antiga dos clubes, para estimular a base”, recomendou Marcelo Miranda.

Estadual 2021

O Campeonato Sul-Mato-Grossense 2021 terá início no próximo domingo (28), com três partidas às 15h, no Estádio Morenão o Comercial recebe o União/ABC, enquanto no Douradão o Aquidauanense visita o time da casa. No Estádio Laertão, a equipe de Costa Rica enfrenta o Três Lagoas. Ainda no domingo, às 17h, o campeão Águia Negra joga em casa, no Estádio Ninho da Águia contra o Novo//

A 2ª rodada ocorrerá no dia 7 de março com três jogos, somada a mais uma partida da 5ª rodada. O final da fase classificatória será no dia 14 de abril, com final prevista para o dia 23 de maio.

Deixe seu Comentário