Rádios On-line
HEMOSUL

Saiba os intervalos entre vacinas e doação de sangue

Dependendo do imunizante para covid-19, usuário deve esperar até sete dias para doar

13 ABR 2021 - 11h:00Por Thais Cintra

Duas campanhas de imunização ocorrem simultaneamente em todo o país, a da Covid-19 e gripe. Sobre a AstraZeneca, diferente das outras vacinas, H1N1 e Coronavac, o prazo para doar sangue é de 7 dias (168 horas) após a aplicação. Esse tempo de espera varia de acordo com a produção do imunizante. No caso da Vacina H1N1, a recomendação do Hemosul é que o cidadão que receba a vacina contra a gripe espere 48 horas (dois dias).

Sobre a vacina Coronavac, pessoas pertencentes aos grupos que recebem o imunizante, podem doar sangue após 48h (dois dias). A regra é válida tanto para primeira quanto para segunda dose do imunizante.

Conforme Marli Vavas, coordenadora da Rede Hemosul, o cenário ideal é que nossos doadores compareçam as unidades da Rede Hemosul e façam a doação antes de tomar a vacina.  “Caso não seja possível, é importante observar os intervalos recomendados pela legislação de sangue no Brasil”, destacou.

O intervalo entre a vacinação e a doação é uma recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), válida para todos os serviços de hemoterapia e hemocentros do País, e tem objetivo de garantir maior segurança para os pacientes.

Para pessoas contempladas no grupo prioritário para a influenza e que ainda não foram vacinadas contra a COVID-19, a Secretaria de Estado de Saúde recomenda que seja priorizada a administração da vacina COVID- 19. Outro ponto importante é que nestes casos, deve-se agendar a vacina influenza respeitando o intervalo mínimo de 15 dias entre as vacinas.

Informações da Assessoria 

Deixe seu Comentário