Rádios On-line
CASO GêMEAS SIAMESAS

Santa Casa confirma óbito de gêmeas siamesas

As irmãs tiveram uma parada cardiorrespiratória na manhã de domingo (19)

20 JAN 2020 - 08h:57Por Isabelly Melo

A Santa Casa de Campo Grande informou na manhã desta segunda-feira (20) o falecimento das gêmeas siamesas Maria Júlia e Luna Vitória, que nasceram unidas pelo tórax e abdômen no dia 3 de janeiro. Segundo informado pelo hospital as irmãs tiveram uma parada cardiorrespiratória na manhã de domingo (19), a equipe médica da Santa Casa realizou manobras de reanimação, mas sem sucesso. O óbito foi confirmado por volta das 8h35.

As gêmeas estavam em estado grave e internadas na Unidade de Terapia Intensiva neonatal respirando com ajuda de aparelhos. 

Entenda o caso

No dia 3 de janeiro de 2020 profissionais da maternidade da Santa Casa de Campo Grande presenciaram e realizaram um parto raro de gêmeas siamesas. As duas bebês, Maria Julia e Luna Vitória, nasceram com 35 semanas e interligadas pelo tórax e parte superior do abdômen, pesando juntas 3.890kg. Nos últimos seis anos, este foi o terceiro caso atendido no hospital.

Por ser um caso bastante grave e complexo a decisão em relação ao manejo clínico e cirurgia de separação depende da anatomia interna em relação a quais órgãos e de que forma são compartilhados. A mãe das gêmeas, Alice Aparecida Silva, disse que descobriu da situação das filhas no primeiro ultrassom. “No dia oito de agosto do ano passado fiz meu primeiro ultrassom e já fui informada da situação das meninas que estavam interligadas. Aí meu mundo e do meu esposo caiu, pois sabemos que é um caso muito delicado”, contou.

Durante a gestação, Alice ficou internada na Santa Casa por quatro vezes. As gêmeas permaneceram internadas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal da Santa Casa, respiram com o auxílio de aparelhos, por 16 dias. 

Deixe seu Comentário

Rádio CBN CG

Ver Todos os Vídeos