Rádios On-line
ARTE

Teatro Boca de Cena é aberta com espetáculo no Calçadão da Barão

Mostra Sul-Mato-Grossense vai até domingo (1º)

27 MAR 2018 - 08h:00Por Redação

O primeiro espetáculo que abriu a Mostra Sul-Mato-Grossense de Teatro e Circo – Boca de Cena 2018 atraiu um grande público de artistas e pessoas que passavam pelo Calçadão da Barão na manhã desta segunda-feira (26). A Trupe da Lona Preta, de São Paulo (SP), arrancou sorrisos e gargalhadas da plateia com o espetáculo “O Concerto da Lona Preta”.

A peça é inspirada na tradição circense e em músicas que fazem parte do imaginário popular. Cinco músicos, ou melhor, cinco palhaços (Alexandre Matos, Elias Costa, Joel Carozzi, Sergio Carozzi e Wellington Bernado) executaram de forma divertida um concerto musical com um amplo e variado repertório, que abrange arranjos musicais concernentes às manifestações populares, eruditas e popularescas.

A atriz e diretora de teatro, Alessandra Tavares, de Amambai, participa do Boca de Cena a convite da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), que providenciou hospedagem e alimentação para integrantes de alguns grupos e artistas do interior do Estado. Alessandra trabalha em Amambai com arte educação nas secretarias municipais de Cultura e Educação. Participa da Mostra desde 2010, e este ano, convidada pelo diretor Breno Moroni, vai integrar o elenco do espetáculo de encerramento. “Vou participar das oficinas e de toda a programação da semana. O trabalho que é desenvolvido aqui serve para fortalecer também o interior, me fortalece como artista e arte educadora, porque o que aprendo aqui levo para meus alunos”.

O casal de artistas Bruno Loiácono e Vanessa Bussolaro, do Coletivo Usina.

Oliveiro Júnior, da Fundação Nelito Câmara, de Ivinhema, também participa a convite da FCMS e estava presente no espetáculo de abertura. Ele começou na Fundação Nelito Câmara como aluno de teatro e canto aos 18 anos e hoje, aos 24, dá aula para as crianças na mesma Fundação. “Vim para adquirir mais experiência, pegar algumas ideias para trabalhar com elas, desenvolver mais meus trabalhos. Vou fazer vídeos, levar fotos dos espetáculos e dos artistas para compartilhar”.

Oliveiro Júnior, de  boné preto.

O casal de artistas Bruno Loiácono e Vanessa Bussolaro, do Coletivo Usina, estavam hoje no calçadão prestigiando os colegas de São Paulo. O Coletivo vai apresentar o espetáculo “Entrelaces” no Boca de Cena na quarta-feira (28.3). Para Bruno, a Mostra aparece num momento em que o País está precisando muito. “Não só o Boca de Cena, mas todos os investimentos culturais do Governo, vem numa hora gratificante para nós, falando como artista e consumidor de arte. Gostaria que fosse não só uma semana, mas 365 dias”.

Vanessa concorda e afirma que a Mostra é uma oportunidade de união entre os artistas e de acesso da população à cultura. “Nós artistas de teatro precisamos nos unir, e o Boca vem para isso, é uma oportunidade para o povo daqui expressar sua arte e de levar cultura para as pessoas. Vamos morar num mundo melhor quando as pessoas conhecerem a cultura, a arte”.

O ator Sérgio Corazzi, da Trupe da Lona Preta, de São Paulo (SP), que estreou o espetáculo de abertura da Mostra deste ano, afirma ter ficado feliz com o convite para participar do Boca de Cena. “Aqui nos encontramos com outros grupos e sabemos que no Brasil inteiro os grupos têm dificuldade em fazer teatro na rua. A gente está muito feliz em contribuir, a gente sabe que aqui tem grupos importantes, esperamos que nossa vinda possa somar neste momento de dificuldade”.

Para Sérgio, fazer teatro de rua requer posicionamento, não é neutro. “Nosso foco é o trabalhador, o povo oprimido. Estamos vivendo um momento em que as pessoas afirmam que a história é assim mesmo, que não é possível mudar a realidade, mas a gente acredita que pode mudar sim, e levar o teatro para a rua é encontrar nossos parceiros trabalhadores, a gente da rua”.

Márcio Veiga, coordenador do Núcleo de Teatro da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, afirma que o espetáculo “O Concerto da Lona Preta” reflete a diversidade que estará presente durante toda a Mostra ao longo desta semana. “Essa oportunidade de trazer espetáculos com classificação livre e temática tanto de humor, teatro, circo e envolvendo a questão política e também a musicalidade faz com que o público sinta a diversidade da Mostra, que traz espetáculos de muita qualidade e próximos a todos os públicos. Isso é o que dá o tom da Mostra”.

A Mostra Sul-Mato-Grossense de Teatro e Circo Boca de Cena 2018 vai até domingo, 1º de abril. Todas as apresentações são gratuitas. (Com informações da FCMS)

Deixe seu Comentário

Rádio CBN CG

Ver Todos os Vídeos