Rádios On-line
MELHORIA SALARIAL

Técnicos da UEMS protestam com ‘caixão de promessas’ na Assembleia

Grupo foi buscar apoio dos deputados para pressionar o governo estadual.

3 ABR 2018 - 13h:28Por Ronie Cruz/CBN

Técnicos administrativos da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) fizeram um protesto na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul nesta terça-feira (3) para reivindicar melhorias salariais. O grupo usou cartazes e um caixão simbolizando, segundo eles, as promessas feitas pelo governo estadual no passado. Eles pedem inclusive o apoio dos deputados estaduais.

Em entrevista à CBN, o presidente do Sindicato dos Técnicos Administrativos da UEMS Rubens Luis Oruê Filho defende o reajuste de 20% na remuneração da categoria.

“A gente está com uma carreira estagnada, um salário defasado. Nós temos os piores salários bases das universidades públicas do país, entre estaduais e federais. A gente precisa mudar essa realidade. Nós estamos aqui porque o calendário eleitoral já terá validade nos próximos dias e por isso temos que finalizar esse acordo o quanto antes”, afirmou Oruê.

A vice-presidente do sindicato, Ana Maria Trindade, destacou que há três anos a categoria negocia com o governo, mas apesar das tentativas não houve até agora um acordo satisfatório.

“Nós queremos pressionar os deputados estaduais. O governador prometeu nos palanques corrigir distorções salariais e nós estamos amargando no pior salário das universidades públicas do Brasil. Nós estamos enterrando a promessa dele ali no caixão porque nós tentamos diálogo, mas só ficou na promessa”, afirmou a vice presidente, acrescentando que a defasagem salarial da categoria é de 23%.

O protesto teve a participação de técnicos da UEMS dos 15 polos da universidade no estado, segundo a organização.

Ouça a reportagem:

FETEMS

Profissionais da Educação ligados a Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems) também se mobilizaram em frente à Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul nesta terça-feira para cobrar melhoria nas condições de trabalho. Tendas foram instaladas em frente à Casa de Leis do estado.

Uma audiência pública marcada para esta terça-feira (3) deve discutir a valorização dos profissionais da educação. Logo após a audiência, será realizada uma Assembleia Geral entre os servidores com os as trabalhadores administrativos em educação para avaliar e deliberar se aceitam ou não a proposta que será apresentada pela comissão de deputados estaduais e o governo do estado.

O projeto de lei que dispões sobre que dispõe sobre a revisão salarial anual aos servidores públicos estaduais, ativos e inativos estava previsto para ser analisado pelos deputados estaduais nesta terça-feira (3), mas foi retirado pelo líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Professor Rinaldo (PSDB).

Rinaldo defendeu que o texto foi retirado da pauta em respeito aos administrativos que participarão da audiência para discutir o projeto nesta terça-feira. “O Governo está dando o seu melhor, mas não pôde aumentar o percentual de 3,04% pelo limite prudencial da responsabilidade fiscal”, explicou Rinaldo.

A audiência no Plenário Júlio Maia ocorre por proposição do deputado Amarildo Cruz (PT) em parceria Fetems.

Deixe seu Comentário

Rádio CBN CG

Ver Todos os Vídeos