Rádios On-line
COMEÇOU

Valorizando o SUS, Marquinhos Trad deu início a vacinação na capital

Prefeito participou de ato simbólico e deu detalhes do plano de vacinação municipal

19 JAN 2021 - 10h:47Por Isabelly Melo

Nesta manhã (19) o prefeito da capital, Marquinhos Trad (PSD), participou de ato simbólico na Unidade de Saúde Dr. Antônio Pereira Tiradentes que marcou o lançamento da Campanha Vacina Campo Grande contra Covid.

Flávia Cristine, imunizada simbolicamente nesta manhã (19)

Na ocasião a enfermeira responsável técnica da Unidade, Flávia Cristine Correa, 52, foi imunizada simbolicamente para representar os cerca de 233,6 mil campo-grandenses que compõem o grupo prioritário. “É uma esperança para nós né, mas não dá para perder o medo ainda, a gente ainda vai ter que tomar precauções. Não vai ser de uma hora para a outra que vai acabar, é só o primeiro passo.”, disse a enfermeira que trabalha há 23 anos na saúde pública da capital.

Durante a cerimônia Marquinhos Trad valorizou a importância do SUS e garantiu que irá esperar o grupo prioritário para ser imunizado contra a covid-19. O prefeito ainda chamou atenção para a necessidade de a população seguir com os protocolos de biossegurança, “A chegada da vacina é um primeiro ciclo de vitória. Toda via é necessário permanecer usando máscara, higienizando as mãos, passando álcool em gel e tomando todas as medidas protetivas para que o seu momento chegue e você também se vacine”, finalizou Marquinhos.

Secretário José Mauro Filho

Presente no ato o Secretário Municipal de Saúde Pública, José Mauro Filho, orientou que os profissionais de saúde e pertencentes ao grupo prioritário devem preencher um questionário disponível no site www.vacina.campogrande.ms.gov.br para agilizar a vacinação na capital.

A identificação não significa a confirmação de agendamento para a imunização, mas a agilidade no processo de forma geral, além de evitar aglomerações nos pontos de vacinação. Aqueles que não conseguirem fazer a identificação não serão prejudicados, receberão a vacina da mesma forma.

José Mauro Filho destacou a importância de os profissionais de saúde fazerem parte do grupo prioritário e serem um dos primeiros a tomar a vacina. “Nós precisamos, como um reconhecimento aos profissionais de saúde, iniciar essa vacinação por quem está dando a sua vida ao próximo. Nós não podemos para essa máquina que são os profissionais de saúde”. 

Plano de Imunização Municipal

Na 1ª etapa serão vacinados somente profissionais de saúde que trabalham em hospitais, seis UPAs, quatro CRSs, idosos acima de 60 anos, residentes de asilos e pessoas acima a partir de 18 anos com deficiência residentes em residências inclusivas institucionalizadas.

Números totais do público prioritário

Trabalhadores da Saúde: 29.721

Idosos de 80 anos ou mais: 18.015

Pessoas de 75 a 79 anos: 14.932

Pessoas de 70 a 74 anos: 22.767

Pessoas de 65 a 69 anos: 32.165

Pessoas de 60 a 64 anos: 40.779

Pessoas com deficiência: 28.008

Forças de segurança e salvamento: 4.823

Indígenas: 2.300

Pessoas com comorbidade: 21.600

Professores: 9.518

Deixe seu Comentário

Rádio CBN CG

Ver Todos os Vídeos