Rádios On-line
7915

Após cobrança do CNJ, salários do TRE-MS são divulgados

De acordo com relação divulgada no Portal Transparência, servidora inativa recebeu R$ 123,7 mil em junho

15 AGO 2012 - 12h:35Por Redação

  O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS) disponibilizou no Portal Transparência a relação de salários dos magistrados e servidores em atenção à cobrança feita pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Os dados são relativos a salários e verbas indenizatórias pagos no mês de junho.

A composição salarial dos servidores do TRE-MS é um emaranhado de nomenclaturas. Compõem os vencimentos totais a remuneração “paradigma”, vantagens pessoais, subsídio, indenização, diárias, remuneração do cargo efetivo, vencimento, adicionais de qualificação, adicional por tempo de serviço, quintos, décimos e vantagens decorrentes de sentença judicial ou extensão administrativa, abono de permanência, auxílio-alimentação, auxílio-transporte, auxílio Pré-escolar, auxílio Saúde, auxílio Natalidade, auxílio Moradia, ajuda de custo, abono constitucional de 1/3 de férias, indenização de férias, antecipação de férias, gratificação natalina, antecipação de gratificação natalina, serviço extraordinário, substituição e pagamentos retroativos.

O maior valor no mês de junho, a título de salário, adicionais e verba indenizatória, foi pago à servidora Helena Yano Fedorowicz, inativa. Ela recebeu nada menos que R$ 123.706,81, dos quais R$ 110.280,30 referentes à verba indenizatória. De acordo com o Portal do TRE-MS, outro servidor inativo, Augusto Costa Canhete, teve uma remuneração líquida de R$ 22.971,62, seguido de Eronides de Oliveira França, também inativa, que embolsou R$ 22.338,50 a título de vencimentos.

Entre os ativos, os que tiveram a maior remuneração líquida foram os analistas judiciários Wilson Pedro Dos Anjos, Fabiana Saliba Pereira Ramalho e Hardy Waldschmidt, que também é professor da Escola da Magistratura e consultor dos juízes e desembargadores. Eles receberam em junho entre R$ 16.151,11 e R$ 16.172,67. O menor salário foi pago à Jakeline De Souza Gonçalves, servidora requisitada e lotada no Cartório da 32ª Zona Eleitoral - R$ 284,45, que corresponde a pouco mais de um terço do salário mínimo vigente no país.

Os servidores requisitados, entre eles juízes, aparecem na lista com baixas remunerações, alguns deles com remuneração zero, pois estão cedidos ao TRE-MS e já recebem um salário do órgão de origem.

Deixe seu Comentário

JORNAL DO POVO

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
7300